Homem

28/02/2015 05:02 - Atualizado em 08/12/2016 11:25

Prostatite pode prejudicar a fertilidade masculina

A prostatite é causada por bactérias e afeta homens na faixa dos 30 aos 50 anos.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Não existe uma confirmação científica da relação entre a prostatite e a infertilidade masculina. Diversos estudos mostram que mesmo a versão bacteriana crônica da doença não expõe as células de reprodução a uma alta quantidade de bactérias, o que também não ocasiona danos.

No entanto, alguns médicos acreditam que as disfunções que ocorrem na produção do líquido da próstata, afetado pela doença, podem levar a efeitos prejudiciais à fertilidade. Por isso, é importante identificar os sintomas e procurar ajuda profissional assim que possível.

prostatite

O que é a prostatite?

Caracterizada por uma inflamação que acontece na próstata, a prostatite é uma infecção que pode ou não ser provocada por bactérias. Além disso, a apresentação de sintomas também depende do tipo de manifestação da doença.

O homem pode ser afetado pelo processo infeccioso em qualquer idade, mas a faixa etária entre 30 e 50 anos apresenta maior incidência. A inflamação na glândula da próstata pode permanecer por um longo período, provocando dores mesmo após o tratamento.

Entre os sinais da prostatite, o homem pode perceber um aumento na vontade de urinar, principalmente à noite. Os jatos de urina são bastante fracos e ocorre a sensação de que a bexiga não se esvazia. No início, o líquido pode demorar a sair, e é difícil interromper o ato depois de começado.

Urinar em gotas ou jatos que se sucedem é normal nos homens com a doença. Aliás, às vezes é necessário forçar para que o xixi permaneça constante. Dores na região abdominal, nas costas, nos testículos e abaixo deles, no períneo, também podem acontecer.

Perda do interesse sexual, falta de libido, dores para ejacular e pontadas durante a passagem da urina são indícios da doença.

Tipos de prostatite

São duas as formas de manifestação da prostatite. A primeira é causada por bactérias, enquanto a segunda é chamada de prostatodinia. Quando provocada por bactéria, ela pode ser crônica (quando evolui de modo lento, com infecção urinária) ou aguda (com início repentino, febre e sintomas generalizados).

Já a forma não bacteriana da doença e a prostatodinia são mais comuns, e acontecem quando a próstata inflama sem estar relacionada com infecções urinárias. As causas desse problema são pouco conhecidas, mas médicos acreditam que micro-organismos provoquem a infecção, afetando a região da próstata.

Tratamento inclui antibióticos

Como pode ser causada por uma bactéria, a prostatite é tratada com antibióticos durante duas semanas. As internações são solicitadas quando o tratamento requer administração de medicamentos via endovenosa, se a obstrução da urina for intensa.

Na forma crônica, os antibióticos são dados por um período mais longo, que pode chegar a 12 semanas. Quase todos os pacientes apresentam melhora com esse tratamento, porém os sintomas podem voltar, requerendo nova administração de medicamentos.

Nos casos em que não há resposta positiva aos remédios, um tratamento de longo prazo, com doses de antibióticos menores é feito para aliviar os sintomas. Poucas pessoas precisam passar pela cirurgia de próstata ou uretra.

Se a doença não for causada por bactérias, os medicamentos servem para reduzir o inchaço da próstata, diminuir as dores e acabar com a inflamação. Massagens prostáticas e drenos na região funcionam para conter o desenvolvimento da infecção.

Gostou das dicas de saúde do homem? Então deixe um comentário! E não esqueça de curtir nossa página no Facebook para ficar ligado em todas as novidades do Vivo Mais Saudável.

TAGS
sintomas
próstata
doenças do homem
inflamação

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ