Homem

28/10/2014 05:23 - Atualizado em 07/12/2016 10:36

Por que o câncer de próstata ainda é um tabu para alguns homens?

A resistência à realização dos exames tem custado a vida de milhares de homens em todo o mundo, principalmente no Brasil.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Os números de casos de câncer de próstata detectados são cada vez mais assustadores, muito por causa da resistência dos homens em buscar o diagnóstico. Seja por medo, vergonha ou mesmo um certo preconceito em relação aos exames que devem ser feitos anualmente, eles resistem e o resultado é que mais pessoas morrem em decorrência da doença. 

câncer de próstata

O Novembro Azul é o mês dedicado à conscientização dos homens em relação à prevenção, o diagnóstico e o combate ao câncer de próstata. Diversas ações estão sendo preparadas para alertar a todos sobre os riscos da doença, bem como derrubar os tabus e mitos que envolvem este tipo de câncer. 

Câncer de próstata: quebrando um tabu

Somente o número elevado de casos de câncer de próstata diagnosticados anualmente já seria o suficiente para que os homens ficassem mais atentos à doença. Mas a conscientização não se faz apenas com números. É preciso que hajam ações com o objetivo de explicar que isso pode acontecer com todos e que a prevenção e o diagnóstico precoce são essenciais para a manutenção da saúde. 

São quase 60 mil novos casos a cada ano, de acordo com a Sociedade Brasileira de Urologia (SBU). Estas vidas poderiam ser poupadas apenas com a mudança de pensamento dos homens em relação aos exames. Somente assim poderá haver uma detecção da doença ainda em fase inicial, quando as chances de cura chegam a 90%. 

Uma pesquisa divulgada pela SBU mostra números alarmantes em relação ao conhecimento sobre o câncer de próstata e a busca pelo diagnóstico. A sondagem mostrou que apesar de 76% dos entrevistados afirmarem que conhece os exames de detecção, apenas 32% deles dizem que já o fizeram. 

Estes números mostram o quanto os homens colocam suas vidas em risco apenas por evitarem um exame simples, rápido e indolor como o toque retal. Além disso, trata-se de um exame feito por um profissional qualificado para este tipo de procedimento. É preciso que todos entendam que a realização do exame não reduz em nada a dignidade e a masculinidade do homem. Ao contrário, ela demonstra que ele tem cosciência da importância de fazê-lo e que pretende se manter vivo e saudável por muito mais tempo. 

Entendendo o diagnóstico 

Além do exame de toque retal, no qual o médico consegue perceber se há nódulos ou mesmo um crescimento anormal na próstata, é importante que o homem faça tamém o exame de PSA. Trata de um exame de sangue, no qual será medida a presença de uma proteína chamada Antígeno Prostático Específico

A realização destes dois exames já é o bastante para a detecção de algum problema na próstata. Caso nada seja encontrado, o paciente estará liberado e deverá voltar após um ano. Se for detectada alguma diferença, o médico poderá solicitar a repetição do exame de sangue ou mesmo a realização de outros complementares. 

Os exames para o diagnóstico do câncer de próstata devem ser feitos anualmente por homens com idade acima dos 45 anos. Nos casos em que hover histórico da doença em familiares, principalmente no pai, irmão ou tio, é recomendado que o exame seja feito a partir dos 40 anos.

Se você também acredita que é importante estar atento aos exames para diagnóstico do câncer de próstata deixe o seu comentário aqui e acesse nossa página do Facebook!

TAGS
novembro azul
câncer de próstata
câncer de próstata e tabus

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ