Homem

08/04/2016 06:00 - Atualizado em 02/12/2016 11:12

Pênis torto pode indicar fraturas e malformações

Curvatura também pode prejudicar ou até impossibilitar a relação sexual.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Quem nunca falhou na hora H, não é mesmo? Tema polêmico, a disfunção erétil pode ter a ver, inclusive, com a curvatura do seu órgão sexual. Ter o pênis torto pode prejudicar ou até impossibilitar uma relação íntima, por exemplo.

Mas, calma lá! Não são todos os casos em que isso acontece. Além disso, existem diferentes causas que determinam essa condição. A boa notícia é que, na grande maioria das vezes, há tratamento. Conheça um pouco mais dessa particularidade estética e veja como lidar com ela.

homem com pênis torto esconde o rosto

Duas causas para o pênis torto

Segundo o Doutor em Urologia e médico andrologista Paulo Egydio, a curvatura peniana tem, basicamente, duas causas. A primeira é a chamada doença de Peyronie, que é uma condição adquirida. De acordo com o especialista, ela decorre geralmente de algum trauma ou de microtraumas durante as relações sexuais.

“Essa curvatura, que chega a ultrapassar 90 graus, pode prejudicar ou até impossibilitar o ato sexual. Esses homens costumam se fechar em seu mundo, achando que o problema não tem solução, comprometendo seus relacionamentos, casamento, família e até mesmo trabalho”, completa o médico especialista em tratamentos penianos.

Nesse caso, há uma formação de placas fibrosas no interior do pênis. Essas placas, calcificando-se, vão acarretar problemas de ereção, formar anéis no órgão e gerar uma curvatura nele. Além de curvatura, também pode ocorrer afinamento e redução do tamanho.

Fora a doença de Peyronie, a outra causa é a curvatura peniana do jovem. Esse caso é congênito, ou seja, condição que acompanha o indivíduo desde o nascimento.

Todas essas situações são tratáveis e é possível corrigir o problema, alongando e recuperando tamanho e calibre do pênis.

Tratamento complementar para pênis torto

Eventualmente, intervenções cirúrgicas são necessárias para corrigir o pênis torto. Porém, essa condição também pode exigir tratamentos complementares, em especial quando se trata de jovens. Nesses casos, auxílio dos pais e ajuda psicológica são fundamentais.

No fim do ano passado, Egydio lançou o livro “Como cuidar de seu melhor amigo [que não é o seu cão]”, com o intuito de quebrar o tabu que há na relação dos homens com o seu órgão sexual. Um dos capítulos da publicação trata justamente do caso de um menino que tem curvatura peniana congênita e é auxiliado pelos pais.

“Outro dia recebi um jovem que estava sofrendo porque tinha curvatura no pênis. Os pais perceberam o distanciamento do filho e conversaram com ele, que acabou desabafando. Hoje, graças a esse apoio, ele está bem e feliz”, conta.

Muitos jovens nascem com a curvatura peniana congênita e acabam se fechando para o mundo externo, não compartilham a angústia com a família e os amigos. Assim, sofrem efeitos como introspecção, uso de drogas, fuga de relacionamentos e pensamentos suicidas. Segundo Egydio, muitos deixam de estudar, se isolam e entram em depressão.

Tirou suas dúvidas sobre pênis torto? Então aproveite para conferir outras dicas de saúde e bem-estar aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
doença de Peyronie
curvatura peniana congênita
disfunção erétil
relação sexual

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ