Homem

18/07/2015 10:29 - Atualizado em 02/12/2016 10:56

Parafimose causa dores e inchaço na região íntima

O problema ocorre principalmente em crianças e é uma complicação da fimose.

POR

Redação

  • +A
  • -A

A parafimose é uma complicação séria que ocorre no órgão sexual masculino, principalmente na infância, e que precisa de tratamento o mais rápido possível. Quando a pele do pênis se retrai e não retorna à posição normal, causando dor e inchaço na glande, é preciso levar a criança a um especialista com urgência.

Na maioria das vezes, o problema é facilmente tratado e não traz complicações, mas os pais devem ficar atentos a qualquer sinal incomum no órgão sexual do filho.

Entenda o que é parafimose

A parafimose é uma condição caracterizada pela retração e compressão da pele do pênis no corpo do órgão. Pode ser causada pelo acúmulo de secreções no órgão sexual masculino, devido a má higiene ou traumatismo direto durante o contato íntimo. Também pode ser favorecida pelo uso de algália, sonda usada para examinar a bexiga.

parafimose

Conforme o Dr. Ubirajara Barroso, chefe do Departamento de Uropediatria da Sociedade Brasileira de Urologia (SBU), a parafimose é uma complicação da fimose pela retração forçada do prepúcio, pele do pênis que recobre a glande (cabeça).

“A fimose é a exposição incompleta da glande e, muitas vezes, há um anel prepucial estreito que impede a livre exposição da cabeça do pênis. Quando, de forma forçada, a pele é retraída inferiormente pra baixo da glande, ela pode ficar encarcerada e a glande ficar completamente exposta, apertando o pênis e dificultando o retorno venoso”, explica Barroso.

Quando isso ocorre, é caracterizado um caso de parafimose, pois a pele estreitada gera um edema acima do anel, na glande, dificultando ainda mais a recomposição da pele. O quadro causa uma série de sintomas e pode levar a outras complicações, devendo ser tratado com urgência.

Os sinais que indicam o problema são a impossibilidade de voltar o prepúcio a sua condição normal, pois ele fica preso no corpo do pênis; dor na região; inchaço da glande; cor arroxeada na ponta do órgão sexual masculino, devido à ausência de fluxo sanguíneo.

A parafimose é mais comum na infância, como explica o Dr. Barroso. “Geralmente, ocorre após os três anos, quando os pais muitas vezes começam a fazer manipulação forçosa do prepúcio para tratar a fimose. É a idade em que a própria criança começa a automanipulação genital”.

Tratamentos para o problema

Quando ocorre a parafimose, é preciso levar a criança o mais rápido possível ao pronto socorro, pois, se não tratada, pode haver dor intensa no local e, mais raramente, necrose de pele.

“A pele precisa ser reposicionada sobre a glande. Isso pode ser tentado inicialmente pelos pais, em casa. Caso não consigam, um pediatra ou um urologista fará isso sem maiores problemas”, indica Dr. Barroso.

Com menos frequência, em quadros em que não é possível fazer a recolocação da pele de forma manual, é necessária uma intervenção cirúrgica. O procedimento é chamado de plastia prepucial e deve ser recomendado e realizado por um especialista.

As pessoas que já tenham tido o problema são mais propensas a desenvolver um novo quadro. Por isso, após a resolução urgente de um caso, é indicada a realização de circuncisão para evitar uma nova incidência e outras complicações.

Nos casos de fimose, não é indicado fazer o chamado “exercício” do prepúcio que os pais realizam forçando a retração da pele, pois o ato pode desencadear a parafimose. O ideal é procurar um especialista e seguir um tratamento adequado para qual for o problema.

Este artigo foi útil para você? Deixe seu comentário! E continue acompanhando o Vivo Mais Saudável para conferir outras dicas de saúde e bem-estar.

TAGS
fimose
prepúcio
circuncisão
dor no pênis

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ