Homem

08/07/2015 08:08 - Atualizado em 09/01/2017 04:52

Identifique os sinais da candidíase no homem

Infecção causada por fungos pode ocorrer por baixa imunidade ou contato com parceiro infectado.

POR

Redação

  • +A
  • -A

A candidíase costuma ser mais conhecida entre as mulheres. Porém, essa infecção causada por fungos - Cândida albicans é o mais comum - também pode acometer o sexo masculino. Apesar de a candidíase no homem não ser tão comum, é preciso estar atento aos sinais para identificar o problema.

É importante informar que a cândida, fungo que origina a infecção, é encontrada na pele de todas as pessoas. A condição ocorre quando há o aumento desequilibrado do fungo. Entenda por que isso acontece.

candidiase no homem

Como ocorre a candidíase no homem

A infecção ocorre mais na região vaginal, mas o pênis também pode contraí-la. Ela não é considerada uma doença sexualmente transmissível (DST), embora possa ser transmitida através da relação sexual.

Normalmente, os quadros de candidíase no homem ou na mulher estão ligados a problemas no organismo, tais como queda da imunidade, diabetes, alergias ou uso de medicamentos fortes.

Enquanto os sintomas nas mulheres envolvem coceira vaginal, corrimento, ardor e dor durante a relação sexual, a candidíase no homem apresenta manchas avermelhadas no pênis, lesões em forma de pontos, coceira e um corrimento parecido com sêmen.

Quando existe a infecção no pênis, é preciso que o indivíduo procure orientação médica de um urologista, a fim de descobrir o que está incentivando esse aumento do fungo na pele.

É comum que os homens desenvolvam o problema por causa de alguma outra condição desconhecida, tais como AIDS, lúpus ou até mesmo artrite reumatoide.

Tratamento e prevenção

O tratamento para a candidíase no homem é feito a partir da causa do problema. Pomadas antifúngicas e antimicóticas também são utilizados para curar o problema. Quando o quadro não apresenta melhora com o tratamento tópico, a prescrição de medicamentos via oral é necessária.

Para evitar a infecção, uma alimentação balanceada e uma vida saudável contribuem para manter o sistema imunológico em dia e, assim, evitar esse tipo de doença. Além disso, desenvolver bons hábitos de higiene é fundamental para não haver a proliferação do fungo e manter a região limpa e saudável.

O uso de sabonete neutro contribui para minimizar a irritação da região infectada. O uso do preservativo também é essencial para evitar a contaminação da candidíase no homem ou na mulher. Vale ressaltar que a camisinha não deve ser opção durante o quadro da infecção fúngica e, sim, uma escolha constante.

O preservativo é o método mais eficaz para se prevenir de uma série de outras doenças sexualmente transmissíveis muito mais graves, além de evitar uma gravidez não planejada. Por isso, tenha sempre uma camisinha na carteira e não deixe de utilizá-la.

Seus exames estão em dia? Deixe um comentário! E continue de olho nas dicas de saúde do Vivo Mais Saudável.

TAGS
fungos
sintomas de candidíase
infecção
camisinha

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ