Homem

19/06/2014 09:00 - Atualizado em 03/12/2016 10:15

Hábitos saudáveis podem prevenir infertilidade masculina

Para evitar a infertilidade masculina, os cuidados devem começar na juventude.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), 20% dos casais em idade reprodutiva não conseguem engravidar após um ano de tentativas. Um a cada cinco desses casos tem como motivo a infertilidade masculina.

Diagnóstico da infertilidade masculina

Foto: Shutterstock

Foto: Shutterstock

O casal que não consegue gerar filho em intervalo superior ao de um ano deve buscar avaliação médica. A mulher e o homem devem ser examinados para averiguar qual a situação da infertilidade, e a questão é melhor resolvida se tratada como um problema do casal, e não de apenas um componente. 

A infertilidade masculina pode ocorrer por diversos motivos, que podem ser a não produção ou baixa quantidade de espermatozoides no sêmen, inflamações, disfunções hormonais, doenças prostáticas, azoospermia e até mesmo câncer. 

Causas da infertilidade masculina

As principais causas são a varicocele, em 42,2% dos casos; idiopáticas 22,7%; obstrução das vias seminíferas 14,3%; criptorquia 3,4%; fator imunológico 2,6%; disfunção ejaculatória 1,3%; insuficiência testicular primária 1,3%; causas endócrinas 1,1%; radiação e drogas 1,1%. Pode haver associação entre essas causas.

Em algumas dessas situações, como a obstrução das vias seminíferas, existe a possibilidade de gerar um filho com inseminação artificial do seu próprio sêmen, que é retirado por meio de punção testicular, uma vez que o problema não é a produção de espermatozoides, mas sua ausência no conteúdo ejaculado.

Prevenção da infertilidade masculina

Se você quer ser pai, comece a tomar cuidados desde a juventude para não prejudicar a fertilidade, pois, de modo geral, a qualidade do sêmen piora com o passar dos anos. Existem várias medidas muito simples que podem evitar a infertilidade masculina, de acordo com especialistas.

São cuidados que valem para a prevenção de muitas outras doenças também:

- Mantenha uma rotina de exercícios físicos, de três a cinco vezes por semana (sem exageros);

- Durma bem (em torno de oito horas por dia);

- Busque se alimentar de forma saudável, com frutas e verduras;

- Hidrate-se com frequência;

- Não exagere no consumo de cafeína;

- Controle o seu estresse.

Isso tudo ajuda a proteger a função reprodutiva. Um cuidado específico, por exemplo, é evitaar banhos muito quentes de banheira, pois o calor excessivo nos órgãos sexuais é um dos motivos que podem atrapalhar a produção de espermatozoides. Por esse mesmo motivo, evite manter o seu computador portátil no colo, sem uma proteção, pois a bateria é uma fonte de calor. A exposição a toxinas de drogas lícitas e ilíticas, como álcool, medicamentos, cigarro também se constitui de fator que colabora para a infertilidade masculina.

Outras causas principais da infertilidade masculina são algumas doenças sexualmente transmissíveis, infecções ou inflamação na próstata, distúrbios imunológicos e hormonais, veias varicosas alargadas no escroto, lesões ou defeitos genitais, e impotência.

Por fim, previna-se de qualquer tipo de infecção genital, consulte regularmente um urologista para detecção precoce de qualquer problema, faça autoexames genitais diariamente, priorize o consumo de produtos naturais e orgânicos na alimentação, evite o uso de pesticidas nas plantas e gramado e trabalhe sempre em locais bem ventilados.

Se você gostou do texto, deixe seu comentário ou compartilhe suas experiências. 

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ