Homem

09/01/2015 08:23 - Atualizado em 21/09/2016 09:14

Doença infecciosa: Saiba quais os tipos mais comuns em homens

Homens devem tomar cuidado com diferentes tipos de doença infecciosa, como Aids e hepatite C.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Os homens são grupo de risco para diversos problemas de saúde, inclusive para diferentes tipos de doença infecciosa. Entre essas patologias, as mais perigosas que costumam se apresentar nesse sexo são a caxumba, a Aids e a hepatite C.

Caxumba pode ser causa de infertilidade no homem

Provocada pelo Paramyxovirus, a caxumba é uma doença infecciosa que causa a inflamação nas parótidas (a maior das glândulas salivares) e das glândulas do maxilar e da língua. Ela costuma surgir na infância, principalmente no sexo masculino, sendo transmitida por secreções (no contato direto) ou pelo ar, quando próximo de alguém contaminado.

Doença infecciosa

Apesar de estar se tornando menos recorrente, a caxumba ainda afeta muitas pessoas. Depois de contaminado, quem já teve o problema cria imunidade contra o vírus. Porém, se a doença esteve presente em apenas um lado do corpo, o outro também pode ser infectado em outra manifestação.

Entre 12 e 25 dias após o contágio, as glândulas da saliva incham, assim como pescoço e a região abaixo da orelha, causando dor. Dores de cabeça, nos músculos, febre, calafrios, dificuldade para mastigar e engolir e febre também são sintomas dessa doença infecciosa. Em homens, é comum o inchaço dos testículos que pode provocar meningite e a possível infertilidade.

No tratamento, são administrados analgésicos para alívio dos sintomas, já que a doença não tem cura. Existe uma vacina (a tríplice viral) contra o vírus causador do problema e está disponível nos postos de saúde.

Aids tem maior incidência no sexo masculino

O vírus HIV é o transmissor da Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (AIDS). Essa doença infecciosa invade as células dos glóbulos brancos do sangue, responsáveis pelo sistema imunológico. Multiplicando-se no organismo, ela compromete as defesas do corpo e não consegue protegê-lo de agentes externos, como bactérias, outros vírus e parasitas.

Conforme vai se tornando mais frágil, a imunidade torna a pessoa mais suscetível a desenvolver câncer e ser infectada por outros problemas que podem levar à morte. Apesar da queda na mortalidade por AIDS, em 2014 houve um grande aumento nos casos masculinos da doença.

No Brasil, entre os anos 2000 e 2013, dos casos que resultaram em morte, 71,3% eram em homens e 28,6% em mulheres, resultando uma maior incidência da doença em jovens na faixa entre 15 e 24 anos.

Hepatite C compromete o fígado dos homens

A hepatite C é uma doença infecciosa causada por vírus. Ela provoca uma inflamação no fígado e, geralmente, não apresenta sintomas, sendo descoberta, em grande parte dos casos, através de doação sanguínea ou exames de rotina. Essa manifestação de hepatite é a mais comum e mais perigosa do grupo.

O Fundo Mundial para a Hepatite, da Organização das Nações Unidas, estima que aproximadamente 500 milhões de pessoas estejam infectadas com os vírus da hepatite B ou C, mas apenas 5% delas sabem que estão com a doença.

Entre os brasileiros, são cerca de 1 milhão e meio de pessoas contaminadas, sendo a hepatite C responsável por 40% dos casos de cirrose, de acordo com o Ministério da Saúde. Entre 1999 e 2010, os homens compreenderam mais de 60% dos casos.

Gosta das nossas dicas de saúde? Então deixe um comentário! E não esqueça de curtir nossa página no Facebook para ficar ligado em todas as novidades do Vivo Mais Saudável.

TAGS
saúde
doenças
hepatite
aids

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ