Homem

07/11/2014 10:15 - Atualizado em 03/12/2016 12:26

Controle do estresse ajuda a evitar dores de cabeça

Controle do estresse depende de sono adequado à noite e organização durante o dia.

POR

Redação

  • +A
  • -A

O quadro a seguir faz parte do cotidiano de muitas pessoas: rotina agitada, contas vencendo, compromissos inadiáveis, engarrafamento, excesso de trabalho, prazos reduzidos, metas inatingíveis e problemas familiares. Não é fácil lidar com tantos problemas ao mesmo tempo. Cedo ou tarde, chega o momento em que trabalhar no controle do estresse passa a ser uma questão de saúde.

Se não for tratado, o estresse pode dar origem a problemas mais graves, como doenças cardíacas, obesidade, ansiedade e depressão. No entanto, o sintoma mais comum - cujas reclamações também são mais acentuadas - diz respeito à dor de cabeça. Para ajudá-lo a combater as causas e a amenizar os efeitos do estresse, reunimos algumas dicas que podem ajudar nesse processo.

Conhecer causas é essencial para controle do estresse

Antes de procurar os métodos existentes para o alívio do estresse e da tensão relacionada à rotina, é necessário compreender os motivos por trás dessa tensão. A lógica é fácil de entender: ao combater as causas do problema, a necessidade de amenizar suas consequências é eliminada pela raiz.

controle-do-estresse

As causas mais comuns para o estresse estão ligadas aos problemas que enfrentamos no cotidiano. Seja na escola, no trabalho ou em casa, uma série de fatores pode ser responsável pela pressão psicológica que desencadeia o estresse. Se, por um lado, há quem fique afetado por discussões com o parceiro, também, há os que não suportam a carga de trabalho que lhes é atribuída. A única maneira de ter certeza das causas é trabalhar o autoconhecimeto, pois ninguém lida da mesma forma com as circunstâncias do dia-dia.

Controle do estresse depende de mudanças na rotina

É impossível administrar as causas do problema e assumir o controle do estresse se você mantiver os mesmos hábitos nocivos e não fizer alterações na rotina: mudar - e aceitar a necessidade de mudança - é o primeiro passo para combater o problema. Alguns hábitos que você pode considerar incluem:

Durma mais e melhor

Além de adequar o horário biológico e funções orgânicas como o metabolismo, o sono é responsável por renovar as energias. Uma boa noite de sono ininterrupto costuma surtir efeitos impressionantes para quem se queixa de cansaço. Se você não pode dormir as oito horas diárias em virtude de compromissos irrevogáveis, tente dormir ao menos sete. Menos do que isso pode gerar mau humor, cansaço, sonolência e, claro, estresse.

Dê um tempo para si mesmo

Dedicar-se ao lazer pessoal não pode ser considerada uma atividade egoísta ou individualista. Quem passa o dia inteiro sob pressão, lidando com problemas de todas as espécies, precisa encontrar um tempo para se desligar e mudar o foco para aquilo que lhe é prazeroso. Se você não sabe o que isso significa, descubra: experimente esportes diferentes, dê chance para novos autores, ouça outros grupos musicais e passe mais tempo com a família ou com os amigos.

Organize-se

Uma das principais causas para o estresse está na quantidade de tarefas a serem vencidas em um único dia. Ao contrário do que boa parte das pessoas imagina, contudo, essas tarefas normalmente podem ser previstas e organizadas com antecedência, considerando o tempo necessário a cada uma.

Definir o que é essencial e o que pode ser adiado, traçando metas realizáveis, é a característica de uma pessoa organizada e tranquila. Além disso, listar as incumbências diárias ajuda a espairar a mente e torna mais clara a necessidade de delegar uma tarefa, o que pode contribuir significativamente para o controle do estresse.

Gostou das nossas dicas? Então deixe um comentário! E não esqueça de curtir nossa página no Facebook para ficar ligado em todas as novidades do Vivo Mais Saudável.

TAGS
estresse
distúrbios da mente
saúde do homem
terapia

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ