Homem

02/03/2015 03:12 - Atualizado em 06/12/2016 08:26

Caxumba pode interferir na fertilidade ao atingir testículos

Problemas nos testículos podem ser resolvidos com reprodução assistida.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Não é apenas nas glândulas da saliva que a caxumba se manifesta. Em 30% dos casos, a doença atinge os testículos, sendo uma das infecções que comprometem a fertilidade masculina. Apesar de raramente fazer com que o homem deixe de produzir espermatozoides, ela pode causar problemas.

testiculos

O vírus da caxumba consegue se “acomodar” nas células dos testículos. Por isso, quando eles são afetados, o sistema imunológico masculino passa a agredir o local para proteger o corpo do processo infeccioso. Dessa forma, com a autodefesa orgânica, a fertilidade é prejudicada.

Quando a inflamação afeta apenas uma parte do órgão, a probabilidade de o homem ficar infértil é de 30%. Caso as duas partes fiquem comprometidas, as chances aumentam para 50%. No entanto, é possível se prevenir da doença.

Vacina previne inflamação dos testículos

A vacina tríplice viral é a principal forma de combate à caxumba. A injeção imuniza o organismo contra três tipos de doença, funcionando também contra o sarampo e a rubéola. Cerca de 80% das pessoas vacinadas permanecem imunizadas por toda a vida. Parte do Programa Nacional de Vacinação, do Ministério da Saúde, a vacina é gratuita para todos os brasileiros.

Repouso absoluto e utilização de um suspensório na bolsa escrotal auxiliam na redução da inflamação, por isso os médicos recomendam esses cuidados para evitar que a caxumba atinja os testículos gravemente e comprometa a fertilidade.

Danos aos testículos podem ser tratados

Existem, basicamente, três formas de tratamento para a infertilidade causada pela caxumba nos testículos. Os homens podem passar por diferentes maneiras de reprodução assistida, que incluem a inseminação artificial intrauterina, a fertilização in vitro clássica ou a fertilização in vitro com injeção intracitoplasmática de espermatozoide.

O médico especialista em fertilidade é o profissional que recomenda o tratamento adequado para cada grau de infertilidade provocada pela caxumba. Em alguns casos, mais leves, o homem é capaz de engravidar a mulher de forma natural.

Em outras situações, no entanto, ocorre a ejaculação sem espermatozoides. Então, para coletar o material, o indivíduo passa por uma pequena cirurgia que retira o espermatozoide de dentro dos testículos.

Doença pode sumir naturalmente do organismo

Como em grande parte das infecções por vírus, o organismo trata de eliminar a caxumba através do sistema imunológico. Adultos e crianças podem se recuperar da doença em aproximadamente duas semanas, sem apresentar complicações.

Em geral, o contágio para de se propagar em uma semana depois do diagnóstico e o paciente pode retomar as atividades do dia a dia, como escola e trabalho. Depois de infectada uma vez, a pessoa fica imune a uma reincidência da doença.

As complicações, além da infertilidade, podem ser bastante sérias, porém aparecem raramente. Entre as consequências, estão a inflamação e inchaço do cérebro (podendo ser grave), do pâncreas e dos testículos.

Um dos problemas que decorrem da caxumba é a meningite, que acontece quando o vírus se espalha pela corrente sanguínea e afeta o sistema nervoso central. Perda de audição, complicações fetais, febres, problemas de digestão, confusão, dores abdominais e inchaço do escroto também podem ocorrer.

Gostou das dicas de saúde? Então deixe um comentário! E não esqueça de curtir nossa página no Facebook para ficar ligado em todas as novidades do Vivo Mais Saudável.

TAGS
doenças do homem
aparelho reprodutor
fertilidade masculina
caxumba

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ