Dr. Fernando Tardelli

ESPECIALIDADE

Urologia

ONDE ATENDE

São Paulo, SP

Dr. Fernando Tardelli

Apresentação

Urologista da Clínica Uroserv de São Paulo;
Atua como médico cirurgião, colunista e palestrante;
Responsável pelo serviço de Laparoscopia e Endourologia da Clínica Uroserv.

O que Trata

Atendimento humanizado nas patologias urológicas, de homens e mulheres;

Prevenção do Câncer de Próstata.

Formação Acadêmica

Graduado em Medicina pela Universidade de Mogi das Cruzes, SP;
Residência de Cirurgia Geral no Hospital Geral de Carapicuíba (SUS-SP);
Curso de Atendimento Avançado e Suporte ao Trauma (ATLS) na Santa Casa de São Paulo;
Residência de Urologia no Hospital Felício Rocho, MG;
Graduado em Laparoscopia na Universidade Federal de Goiás;
Diversos cursos de Laparoscopia e Endourologia nacionais e internacionais.

Cargos e Títulos

Cirurgião Urologista;
Membro Titular da Sociedade Brasileira de Urologia;
Responsável pelo serviço de Laparoscopia e Endourologia da Clínica Uroserv.

Homem

20/11/2015 06:00 - Atualizado em 08/12/2016 07:15

Câncer de próstata: Exame de sangue substitui o toque retal?

Fazer o toque retal ainda é um grande tabu para muitos homens, mas será que é necessário para o tratamento do câncer de próstata? Dr. Fernando Tardelli responde.

POR

Dr. Fernando Tardelli

  • +A
  • -A

Veja 8 sintomas para você se prevenir do câncer de próstata

Não, simples assim! A dosagem de PSA (exame de sangue) e o toque retal são inseparáveis. O PSA funciona para o urologista, como uma ferramenta valiosa para detecção de tumor de próstata, isto é, caso ele venha elevado, aumenta-se também a chance de ser um tumor de próstata. Mas, existem outras causas de elevação do PSA, que não o tumor de próstata, por exemplo: aumento benigno da próstata, prostatite (inflamação da próstata), infecção urinária, biópsia e outros. Daí a importância do urologista, diferenciar e valorizar o PSA que realmente é suspeito para tumor maligno.

Já o toque retal ainda é um “tabu” para alguns homens. O preconceito ainda é tão grande que, infelizmente dois terços dos homens brasileiros não se submetem ao toque retal. Temos que mudar essa resistência dos homens. O toque não passa de um exame rápido para procurar nódulos na próstata (dura poucos segundos), simples, praticamente indolor e que não fere a masculinidade de nenhum homem. Já o preconceito pode matar!  

O toque retal pode diagnosticar 20% dos tumores em que o PSA estava em nível normal. Isto é, se esses pacientes não tivessem feito o toque e somente acreditassem no PSA, evoluiriam no futuro próximo com tumor de próstata avançado, com menor possibilidade de cura. E quando combinamos o PSA com o toque retal conseguimos diagnosticar 80% dos casos de tumor de próstata.

Saia do preconceito, procure um urologista para tirar todas suas dúvidas. Fique ligado!


A próxima matéria do Novembro Azul é descobrir os tipos de tratamentos para o câncer de próstata.

Você está gostando do nosso material do Novembro Azul? Deixe seu comentário e conte o que você deseja saber mais sobre o câncer de próstata aqui no portal.  

Vivo Mais Saudável.

Informação que faz bem.

TAGS
câncer de próstata
toque retal
exame de sangue
urologista
novembro azul

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ

Veja Também