Dr. Fernando Tardelli

ESPECIALIDADE

Urologia

ONDE ATENDE

São Paulo, SP

Dr. Fernando Tardelli

Apresentação

Urologista da Clínica Uroserv de São Paulo;
Atua como médico cirurgião, colunista e palestrante;
Responsável pelo serviço de Laparoscopia e Endourologia da Clínica Uroserv.

O que Trata

Atendimento humanizado nas patologias urológicas, de homens e mulheres;

Prevenção do Câncer de Próstata.

Formação Acadêmica

Graduado em Medicina pela Universidade de Mogi das Cruzes, SP;
Residência de Cirurgia Geral no Hospital Geral de Carapicuíba (SUS-SP);
Curso de Atendimento Avançado e Suporte ao Trauma (ATLS) na Santa Casa de São Paulo;
Residência de Urologia no Hospital Felício Rocho, MG;
Graduado em Laparoscopia na Universidade Federal de Goiás;
Diversos cursos de Laparoscopia e Endourologia nacionais e internacionais.

Cargos e Títulos

Cirurgião Urologista;
Membro Titular da Sociedade Brasileira de Urologia;
Responsável pelo serviço de Laparoscopia e Endourologia da Clínica Uroserv.

Homem

27/11/2015 06:00 - Atualizado em 07/12/2016 10:46

Câncer de próstata: A hora do tratamento

O urologista Fernando Tardelli explica os principais tipos de tratamento para quem foi diagnosticado com câncer de próstata.

POR

Dr. Fernando Tardelli

  • +A
  • -A

Para iniciarmos o tratamento, temos que diferenciar o tumor de próstata avançado, isto é, com metástase. No tumor localizado, os principais tratamentos que visam a cura são: cirurgia, radioterapia e observação. A cirurgia pode ser realizada de forma aberta, por laparoscopia e robótica, sendo essas duas últimas abordagens com incisões menores na pele e recuperação mais rápida às atividades cotidianas do paciente. Até o momento não há estudo que sugira que uma técnica é muito melhor que a outra, sendo as três muito efetivas.

Os principais tratamentos radioterápicos são radioterapia externa e braquiterapia. Na radioterapia externa, a pelve do homem é irradiada externamente por radiação. Já na braquiterapia, insere-se múltiplas “sementes radioativas” na próstata para o tratamento.

IMPORTANTE!

Quanto à observação, consiste em observar a evolução da doença por exames seriados e somente tratar o paciente caso a doença progrida.

Já para os tumores avançados, há o tratamento hormonal, no qual através de medicamentos o urologista e o oncologista tentam bloquear a progressão da doença, lembrando que não é um tratamento curativo, mas sim paliativo.

TAGS
urologista
câncer de próstata
novembro azul
metástase

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ

Veja Também