Dr. Fernando Tardelli

ESPECIALIDADE

Urologia

ONDE ATENDE

São Paulo, SP

Dr. Fernando Tardelli

Apresentação

Urologista da Clínica Uroserv de São Paulo;
Atua como médico cirurgião, colunista e palestrante;
Responsável pelo serviço de Laparoscopia e Endourologia da Clínica Uroserv.

O que Trata

Atendimento humanizado nas patologias urológicas, de homens e mulheres;

Prevenção do Câncer de Próstata.

Formação Acadêmica

Graduado em Medicina pela Universidade de Mogi das Cruzes, SP;
Residência de Cirurgia Geral no Hospital Geral de Carapicuíba (SUS-SP);
Curso de Atendimento Avançado e Suporte ao Trauma (ATLS) na Santa Casa de São Paulo;
Residência de Urologia no Hospital Felício Rocho, MG;
Graduado em Laparoscopia na Universidade Federal de Goiás;
Diversos cursos de Laparoscopia e Endourologia nacionais e internacionais.

Cargos e Títulos

Cirurgião Urologista;
Membro Titular da Sociedade Brasileira de Urologia;
Responsável pelo serviço de Laparoscopia e Endourologia da Clínica Uroserv.

Homem

13/11/2015 06:00 - Atualizado em 05/12/2016 03:14

Câncer de próstata: 8 sintomas para você ficar de olho e se prevenir

Na segunda matéria sobre Novembro Azul, o urologista Fernando Tardelli mostra os principais sintomas para você prestar atenção. Fique ligado!

POR

Dr. Fernando Tardelli

  • +A
  • -A

Você pode pensar: “Vou esperar ter algum sintoma urinário para depois procurar o urologista". Grande engano! Normalmente o tumor de próstata só causa sintomas quando já está avançado. O crescimento do tumor de próstata é muito lento, podendo levar de 10 a 15 anos para poder ser detectado pelos exames atuais, então, não esperem sintomas para procurar o urologista.

A Sociedade Brasileira de Urologia orienta: para pacientes que têm algum fator de risco (história familiar positiva para tumor de próstata, etnia negra, dieta rica em gorduras e obesidade), devem procurar o urologista a partir dos 45 anos. Já quem não tem esses fatores de risco, deve procurar a partir dos 50 anos.


Caso o paciente tenha um tumor de próstata e não faça acompanhamento com o urologista, os sintomas que ele pode sentir são:

 - diminuição do jato de urina: Na maioria das pessoas, existe completo controle sobre esse armazenamento e esvaziamento.

- gotejamento após a micção: Ocorre quando a bexiga não se esvazia por completo e continua a gotejar depois de urinar.

- sensação de esvaziamento incompleto da bexiga: é a situação em que o doente após ter urinado pressente que a sua bexiga não ficou vazia.

- aumento da frequência urinária: Cuidados ao sentir aquela necessidade de urinar com frequência. É um sintoma bastante aparente.

- incontinência urinária: é a perda involuntária da urina pela uretra.

- dor pélvica: é aquela dor sentida na região abaixo do abdômen que pode afetar outras áreas;

- dor óssea: os ossos mais afetados incluem os do quadril e coluna, mas outros tipos de ossos também podem ser prejudicados.

- inchaço nas pernas.


Porém, esses sintomas não são exclusividade do tumor de próstata, cabendo ao urologista distinguir entre doença benigna ou maligna de próstata. De novo, viu a importância do urologista?

Você está interessado por mais conteúdos sobre câncer de próstata? Leia o primeiro artigo do Dr. Fernando Tardelli sobre as chances de ter câncer de próstata. É muito importante!

E fique ligado, o próximo assunto será sobre a importância do exame de sangue para o tratamento do câncer de próstata.

Vivo Mais Saudável.

Informação que faz bem.

TAGS
câncer de próstata
urologista
sociedade brasileira de urologia
incontinência urinária
novembro azul

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ

Veja Também