Homem

29/07/2014 09:00 - Atualizado em 07/12/2016 04:25

Balanopostite: Descubra como tratar esta inflamação peniana

Conheça os sintomas gerados pela balanopostite para buscar auxílio médico de forma precoce.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Causada pela inflamação da glande e do prepúcio peniano, a balanopostite é uma doença que acomete, principalmente, homens portadores de fimose. Responsável por irritações, alergias e edemas no pênis, a doença causa desconforto entre os atingidos, mas pode ser facilmente tratada quando diagnosticada. 

balanopostite
Urologista prescreverá a medicação para a balanopostite conforme agente envolvido. Foto: Shutterstock

Como surge a balanopostite

A ausência de hábitos regulares e eficazes de higiene é o principal agente causador da enfermidade. Resquícios de urina no prepúcio, a retração incorreta do mesmo e não higienizar as mãos antes e depois de urinar, são hábitos que devem ser corrigidos no dia a dia. Para os portadores de fimose, a cirurgia de retirada do prepúcio é eficaz na prevenção. 

Mas o excesso de higiene também pode acarretar casos de balanopostite, além de balanite, uma doença semelhante, mas que inflama apenas a mucosa que reveste a glande. Substâncias contidas em sabonetes e cremes podem causar irritação no pênis, bem como elementos utilizados na fabricação de pomadas, espermicidas e medicamentos. 

A candidíase se apresenta como outro fator causador da doença. Ela não é transmissível, e sim gerada pelo próprio corpo, quando ocorre a proliferação excessiva de um fungo que vive normalmente no corpo das pessoas. Contudo, doenças sexualmente transmissíveis também estão associadas ao aparecimentos destas enfermidades. 

Conheça os sintomas

Como grande parte das doenças de origem inflamatória, a balanopostite apresenta evidências sensoriais e físicas. Para saber se você sofre da doença, dê atenção aos sinais de seu corpo e observe qualquer mudança ocorrida no pênis. Entenda quais são os sintomas:

- Dor durante a relação sexual; 
- Coceira e irritação na cabeça do pênis; 
- Sensação de queimação ao urinar;
- Inchaço
- Manchas avermelhadas; 
- Secreção densa e esbranquiçada.

Para tratar a balanopostite

Se você desconfia que seja portador da doença, procure um urologista rapidamente. Ele é quem dará o diagnóstico, através da observação de possíveis sintomas, bem como, com exames laboratoriais. Este atendimento médico poderá detectar qual microoganismo foi causador da doença, e indicará o tratamento adequado. 

Em casos nos quais a balanopostite é causada pelo estreitamento de prepúcio, que impede a exposição da glande, a cirurgia de fimose é a solução. Já em situações onde o contato com determinadas subtâncias irritantes é o promotor da doença, é preciso suspender seu uso imediatamente e procurar medicamentos antialérgicos. 

Nos quadros infecciosos, a medicação prescrita dependerá de qual agente patológico foi o responsável pelas avarias. Antibióticos, antifúngicos e antimicóticos são os mais comuns. Nestes casos, o tratamento deve ser estendido ao parceiro, para evitar qualquer possibilidade de recontaminação. 

Previna-se

- A hora do banho é o momento ideal para realizar a higiene completa do pênis. Retraia o prepúcio e limpe bem a glande, retirando qualquer sobra de gordura ou urina. O não asseamento desta região pode causar, além de balanopostite e balanite, câncer de pênis. 

- Use preservativos nas relações sexuais e, após o ato, limpe o pênis.

- Evite roupas íntimas de tecidos sintéticas ou em tamanhos muito justos. Se elas estiverem molhadas, troque por secas rapidamente. 

- Tenha acompanhamento regular de um urologista e mantenha em dia todos os exames de rotina. Isto ajudará no tratamento de qualquer doença.

E aí, achou o texto interessante? Então deixe seu comentário e compartilhe sua experiência no nosso fórum!

TAGS
urologista
dor
urina

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ