Homem

02/02/2015 05:29 - Atualizado em 05/12/2016 12:15

Aprenda o que causa as pedras nos rins e como tratá-las

A falta de hidratação é uma das principais causas das pedras nos rins. Saiba por quê.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Em janeiro deste ano, Bruno Gagliasso passou por um procedimento cirúrgico para retirar pedras nos rins. O ator estava de férias quando começou a sentir dores muito fortes, constatando então que estava com cálculo renal.

O episódio pôs o assunto em destaque. As pedras nos rins, também conhecidas com cálculos renais, são formações endurecidas nos rins ou nas vias urinárias, causadas pelo acúmulo de cristais existentes na urina.

pedras nos rins

A doença atinge mais homens que mulheres, e muitas vezes não manifesta sintomas até que a pedra já esteja formada. A incidência pode aumentar em até 30% no verão, devido à falta de hidratação e ao suor excessivo.

Principais sintomas e causas das pedras nos rins

A doença pode atingir pessoas de qualquer gênero ou idade, mas a incidência é muito maior em homens. Aparece principalmente na faixa entre os 30 e os 50 anos de idade. Segundo a Sociedade Brasileira de Nefrologia (SBN), essa enfermidade atinge 12% da população brasileira.

Entre os principais sintomas das pedras nos rins estão as dores, que começam nas costas e se irradiam para o abdômen. Esse geralmente é o primeiro sinal. A dor é muito forte e aguda, principalmente quando o cálculo se localiza entre o rim e a bexiga, causando a cólica renal.

Além disso, as pessoas podem ter náuseas, vômitos, febre, dor para urinar e sangue na urina.

A causa mais comum para o desenvolvimento da doença é a falta de hidratação. Outro fator que aumentam os riscos é o alto consumo de sódio, que aumenta a excreção de cálcio na urina. Para reduzir a quantidade de sódio que é ingerida, é preciso diminuir o sal usado nas refeições e o consumo de alimentos processados.

Tratamentos para pedras nos rins

Quando ocorrem crises de pedras nos rins, são indicados medicamentos para aliviar a dor, como analgésicos e anti-inflamatórios. Em alguns casos, é feita a litotripsia, que é o bombardeamento das pedras por ondas de choque, visando à fragmentação do cálculo e à sua eliminação pela urina.

Outra opção de tratamento é a cirurgia percutânea ou endoscópica. Os procedimentos são feitos por meio do endoscópio e através de pequenos orifícios, retirando-se, assim, o cálculo fragmentado. Existe, ainda, a ureteroscopia, que permite retirar os cálculos localizados no ureter por via endoscópica.

Para evitar a formação das pedras nos rins, é necessário manter hábitos saudáveis. A principal forma de prevenção é aumentar a ingestão diária de água, em especial no verão. Ela faz a limpeza do organismo, eliminando os resíduos minerais e impedindo o acúmulo que forma as pedras.

A alimentação também ajuda a evitar o surgimento dos cálculos. Alimentos ricos em fibras contribuem na prevenção, pois eles podem reduzir o cálcio.

Gostou das dicas de saúde? Então deixe um comentário! E não esqueça de curtir nossa página no Facebook para ficar ligado em todas as novidades do Vivo Mais Saudável.

TAGS
cálculo renal
dores
sintomas
tratamento

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ