Homem

12/03/2015 12:28 - Atualizado em 07/12/2016 03:36

Anorexia e bulimia: Distúrbios alimentares também atingem homens

Transtornos como a anorexia e a bulimia podem prejudicar o organismo e levar à morte.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Anorexia e bulimia há tempos já deixaram de ser doenças apenas femininas. Nos homens, elas também figuram como um perigo para a saúde. Apesar de cerca de 90% dos casos acontecerem com mulheres, o sexo masculino também entra na ditadura da magreza e recorre a vômitos induzidos ou jejuns desnecessários para perder peso.

Conforme dados do Ambulatório de Bulimia e Transtornos Alimentares (Ambulim), do Instituto de Psiquiatria da Universidade de São Paulo (IPq-USP), o número de pacientes homens vem aumentando anualmente. Anorexia e bulimia nervosas se tornam, assim, um distúrbio de dois gêneros. Saiba mais sobre esses problemas e por que eles afetam a população.

anorexia e bulimia

Não há distinção de sexo para anorexia e bulimia

Os especialistas do Ambulim, com experiência clínica em casos de anorexia e bulimia, criaram em 2006 um departamento específico para atendimento de homens com distúrbios alimentares. Eles viram crescer gradualmente os casos masculinos desses transtornos. Hoje, eles estimam que, entre cada cinco pacientes que buscam auxílio, um é homem.

Anorexia e bulimia são ambas consideradas doenças mentais, um transtorno que geralmente está associado à distorção de imagem. Tanto homens quanto mulheres sofrem desses problemas, mas em formas diferentes. No sexo masculino, os sintomas são mais amenos.

Como conseguem ganhar massa e volume corporal mais facilmente, os homens procuram um tratamento apenas quando o quadro é grave e exige internação. Eles escondem os sintomas se exercitando, mas isso não é suficiente, pois o corpo exige um equilíbrio alimentar para funcionar bem. É apenas quando eles ficam doentes que buscam ajuda.

Entre as consideradas profissões de risco para distúrbios alimentares, os especialistas classificam aquelas ligadas ao corpo. No público masculino, são os modelos, estilistas e jóqueis que mais se preocupam com a magreza. Já a faixa etária e a condição social variam. Em geral, eles estão entre os 20 e os 30 anos, sem distinção entre solteiros e casados.

Anorexia e bulimia prejudicam o corpo

Nem musculatura, nem corpo sarado: anorexia e bulimia apenas prejudicam o funcionamento do organismo, sem resultar em nenhum benefício.

Os anoréxicos ingerem o mínimo necessário de comida, muitas vezes apenas líquidos e folhas, com o objetivo de emagrecer. Já aqueles que recorrem à bulimia vomitam ou usam laxantes para eliminar os alimentos consumidos.

Esse tipo de comportamento traz consequências sérias, desde transtornos mentais, ansiedade e depressão, até a osteoporose, a redução do ritmo cardíaco, baixa pressão arterial e, possivelmente, morte.

Quem sofre de bulimia tem dentes deteriorados, gengivas inflamadas, hálito ácido, distúrbios eletrolíticos, inflamação do esôfago, inchaço das glândulas da saliva e baixo batimento cardíaco.

No caso dos anoréxicos, o tratamento é fazer a pessoa volte a comer. Depois, é feito um acompanhamento psicológico e psiquiátrico para evitar as instabilidades emocionais. Já os bulímicos recorrem a antidepressivos e terapia, além de possíveis medicamentos para combater os danos causados pelo abuso de laxantes e pela indução de vômito.

Gostou das dicas de saúde? Então deixe um comentário! E não esqueça de curtir nossa página no Facebook para ficar por dentro de todas as novidades do Vivo Mais Saudável.

TAGS
distúrbio alimentar
alimentação
emagrecimento
tratamento

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ