Homem

11/11/2015 07:29 - Atualizado em 04/12/2016 05:59

Anejaculação: Por que alguns homens não conseguem ejacular?

A condição pode ser causada por uma série de fatores, a maioria deles tratável e reversível.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Algumas pessoas acreditam que a anejaculação seja a incapacidade de chegar ao clímax e sentir prazer. Porém, esse conceito é equivocado. É preciso esclarecer que essa condição significa apenas a ausência da ejaculação, e não do orgasmo.

As causas podem ser orgânicas ou até mesmo psicológicas, sendo importante sempre procurar a ajuda de um médico urologista para identificar a orgiem do problema e começar o tratamento adequado. Em alguns casos, é possível reverter a situação.

homem na cama preocupado com a anejaculação

Entenda o que é a anejaculação

A anejaculação é a dificuldade ou a ausência de ejaculação durante o ato sexual. A condição é caracterizada como um excessivo controle involuntário, em que o homem não consegue ejacular, apesar da presença do prazer e da ereção.

Segundo o Dr. Antonio de Moraes Junior, coordenador geral do Departamento de Andrologia e Medicina Sexual da Sociedade Brasileira de Andrologia, a ausência da ejaculação não significa que o homem não tenha chegado ao clímax. “Ejacular é jogar para fora e não está ligado ao orgasmo. O homem tem o orgasmo, mas sem ejaculação visível”, explica.

O Dr. ainda alerta que as pessoas precisam entender isso para que não haja confusão, pois muitos pensam que, sem a ejaculação, é sinal de que o homem não chegou lá, o que causa preocupações e insegurança até mesmo na parceira.

Saiba Mais
Veja como funciona a ereção conforme a idade avança
Descubra como avaliar o seu nível de disfunção erétil
Saber como melhorar a qualidade do esperma ajuda no sonho de ser pai

Uma das principais causas da anejaculação é o uso de medicamentos que relaxam o colo da bexiga para tratamento de distúrbios urinários, por exemplo, mas ela também pode ocorrer como efeito colateral de antidepressivos. Outras causas são distúrbios hormonais, lesões do nervo da medula ou de nervos pélvicos e uso excessivo de drogas e álcool.

A condição ainda é comum após certos tipos de cirurgias pélvicas em que as vias nervosas responsáveis pela ejaculação sejam lesadas, ou ainda após cirurgias da próstata, em que a ejaculação ocorre na direção inversa (retrógrada), ou seja, o esperma vai para dentro da bexiga em vez de exteriorizar-se através da uretra.

Em outros casos, a origem também pode ser psicológica, devido a estresse, ansiedade, medo ou insegurança do paciente. Por isso, a investigação para descobrir a real causa da condição deve ser feita por um urologista.

Como lidar com o problema

De acordo com o Dr. Antonio, as consequências da anejaculação para o homem são apenas psicogênicas, sem qualquer efeito para o organismo. Os pacientes e também suas parceiras se preocupam quando não há ejaculação, pois mesmo que exista prazer na relação sexual, fica a sensação de algo inacabado.

Isso pode causar uma série de problemas psicológicos e até mesmo desencadear disfunção erétil nos homens que possuem a condição. Procurar ajuda médica nesses casos é ainda mais importante para que o casal entenda o que é a anejaculação e o que está causando-a.

Quando a origem do problema é uma cirurgia devido ao câncer de próstata, por exemplo, não existe tratamento, pois algumas alterações anatômicas decorrentes são irreversíveis. Nos casos em que a origem é medicamentosa, apenas a suspensão do medicamento já faz o paciente voltar a ejacular normalmente. O mesmo vale para o uso de drogas e álcool.

Este artigo tirou suas dúvidas? Conte para nós! E aproveite para conferir outras dicas de saúde aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
esperma
orgasmo
vida sexual
próstata

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ