Especialidades

25/02/2016 11:42 - Atualizado em 01/12/2016 12:23

Zika: Pesquisa investiga doenças do sistema nervoso

Estudo verifica possível ligação entre o vírus e doenças neurológicas em adultos.

POR

Redação

  • +A
  • -A

O crescimento da epidemia de zika vírus e todas as dúvidas que ainda cercam a infecção continuam chamando a atenção do mundo. Pesquisadores da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e do Instituto D'or de Pesquisa e Ensino estudam, agora, a possibilidade do desenvolvimento de doenças do sistema nervoso também em adultos.

Isso mesmo. Além de causar a microcefalia em bebês, o vírus zika também pode ser responsável pelo crescimento dos casos de doenças neurológicas sérias, como síndrome de Guillain-Barré, encefalites e encefalomielites. Entenda o caso.

médica analisa raio x para verificar doenças do sistema nervoso

Doenças do sistema nervoso são raras

Desde a última segunda-feira (22), médicos de diversos hospitais cariocas têm voltado suas forças para investigar alterações neurológicas em pessoas que tiveram o diagnóstico clínico de zika. O principal objetivo do estudo é, por meio de técnicas de neuroimagem, tentar determinar mudanças no tecido cerebral e na medula para contribuir com os diagnósticos.

Para ajudar nesse acompanhamento mais próximo, cientistas do grupo estão inoculando o vírus em microcérebros criados em laboratórios. Assim, é possível investigar eventuais estragos causados no nosso centro de comando.

A boa notícia, segundo especialistas, é que as doenças do sistema nervoso associadas ao vírus são casos muito raros. Isso significa que apenas um pequeno percentual de pessoas infectadas pelo zika podem ter algum desdobramento mais grave.

Apesar de raras, as possíveis doenças do sistema nervoso causadas pelo vírus precisam ser entendidas. Afinal de contas, com saúde não se brinca. Conheça  a seguir os principais sintomas e as consequências da síndrome de Guillain-Barré, da encefalite e da encefalomielite.

Síndrome de Guillain-Barré

Ainda sem cura, a síndrome é considerada uma doença autoimune. O sistema imunológico ataca, por engano, o sistema nervoso, causando graves consequências no organismo. Entre elas, estão inflamação dos nervos e fraqueza muscular de forma aguda.

Encefalite e encefalomielite

A encefalite e a encefalomielite são doenças que causam inflamação e infecção do cérebro, e que podem ser fatais. Entre alguns dos seus principais sintomas estão febre, pouco apetite, confusão e desorientação, sonolência, sensibilidade à luz e, ocasionalmente, costas e pescoço rígidos.

Vale lembrar também que essas complicações não são exclusivas da infecção por zika. Elas podem acontecer devido a outras infecções por vírus ou bactérias.

Previna-se contra o zika vírus

A forma mais eficaz de se prevenir contra o vírus zika e, consequente, das doenças do sistema nervoso complicadas por ele, é combatendo o Aedes aegypti. Medidas como manter a caixa d’água completamente vedada, não deixar água acumulada em recipientes, encher com areia pratos de plantas e tratar piscinas com cloro são ações que ajudam a evitar a disseminação do vírus.

Estima-se que entre 3 e 4 milhões de pessoas devem contrair o zika vírus em 2016, no continente americano. Desses casos, 1,5 milhão deve ocorrer no Brasil. O número é da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas). Por isso, medidas de prevenção e combate ao transmissor da doença são tão importante.

Que achou da notícia? Deixe sua opinião nos comentários! E aproveite para conferir outras dicas de saúde aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
Guillain-Barré
encefalite
microcefalia
Aedes aegypti

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ