Especialidades

29/05/2015 10:18 - Atualizado em 01/12/2016 06:32

Você sofre de azia? Dia Mundial da Saúde Digestiva faz alerta

Campanha mundial quer conscientizar sobre a doença do refluxo gastroesofágico e outros problemas que podem estar por trás desse mal estar cada vez mais comum.

POR

Federação Brasileira de Gastroenterologia

  • +A
  • -A

Azia, que é a sensação de queimação no peito, relacionada à alimentação, é considerada um dos sintomas da doença do refluxo gastroesofágico (DRGE) que, segundo a Federação Brasileira de Gastroenterologia, vem aumentando em todo o mundo. De forma bem humorada, campanha tenta chamar a atenção das pessoas para o desconforto, que não deve ser encarado como algo normal, e a importância de cuidados com a saúde digestiva.

O aumento mundial da doença do refluxo gastroesofágico vem variando de 2,5% a 6,6% na Ásia até 13,8 a 25,8% na América do Norte, de acordo dados da  Organização Mundial de Gastroenterologia (WGO). No Brasil, um estudo de prevalência em conjunto com a DataFolha indicou que 12% dos indivíduos entrevistados tinham azia pelo menos duas vezes por semana, sugerindo o diagnóstico de DRGE; levando-se em consideração outros transtornos, ditos atípicos, como: tosse, pigarro, dor de garganta, a prevalência da doença em nosso meio pode chegar a cerca de 20% da população.

Ainda não se sabe o motivo do aumento da prevalência da DRGE. Ela pode estar correlacionada com o aumento da obesidade e hábitos alimentares pouco saudáveis. No dia a dia, problemas digestivos interferem na qualidade de vida, podendo gerar redução da produtividade pessoal e profissional, por exemplo. Em muitos casos, a DRGE pode ser tratada de forma segura e eficaz com medicamentos, tendo ainda a opção de uma cirurgia anti-refluxo dependendo do diagnóstico. 

Saiba mais sobre azia no Dicionário da Saúde

Veja outros problemas digestivos comuns

Síndrome do Intestino Irritável (SII) 

Os distúrbios funcionais intestinais respondem por um grande número de atendimentos médicos. A Síndrome do Intestino Irritável (SII) é reconhecidamente uma das mais comuns, sendo descrita em todo o mundo, atingindo homens e mulheres de qualquer faixa etária, sem distinção racial.


A cada ano, aproximadamente 60 a 90 milhões de novos casos, em todo o mundo, poderão receber o diagnostico da SII, que é essencialmente clínico, pela inexistência de anormalidades físicas, radiológicas e endoscópicas ou achados laboratoriais indicativos da doença.


As queixas principais são: dor ou desconforto abdominal que se aliviam com a evacuação, pela eliminação dos gases, diarréia e/ou constipação intestinal (prisão de ventre).  

Leia mais sobre a Síndrome do Instestino Irritável

Constipação Intestinal

De acordo com várias publicações, se constata que a constipação intestinal ocorra em cerca de 20% da população ocidental, sendo mais presente em mulheres, crianças, idosos e nos indivíduos de menor classe econômica. Os principais sintomas são: evacuações pouco frequentes, menos de três vezes na semana, difíceis, requerendo esforço, sensação de fezes endurecidas, de pequeno volume ou calibre e defecação incompleta.


As causas mais comuns são ingestão alimentar inadequada, sedentarismo, perda do reflexo da evacuação e postura incorreta no ato da defecação, entre outras. O menor consumo de vegetais e leguminosas também comprometem o estimulo para evacuação.


O estilo de vida atual, com diversos compromissos, ritmo de trabalho acelerado, tarefas concomitantes favorecem a má alimentação, onde se troca uma refeição balanceada por pratos rápidos, lanches gordurosos ou até o adiamento e suspensão das refeições. Desta forma, o reflexo gastrocólico fica prejudicado, gerando a constipação intestinal.

Leia mais sobre Constipação

Dispepsia funcional (má digestão)

A dispepsia é um distúrbio no aparelho digestivo e é considerada como uma má digestão, geralmente manifestando-se por sensação de empanzinamento, “estufamento” após as refeições, náuseas e eructações (arrotos) frequentes.

Pode manifestar-se também por dor no abdômen superior, tipo queimação. Após adequada avaliação clínica, realizada através de métodos comuns de imagem (endoscopia e ultrassom), pode-se chegar ao diagnóstico de dispepsia funcional.

É um sintoma frequente na população em geral, ocorrendo entre 20% a 40% daqueles que procuram atendimento médico.

“Os sintomas das doenças gastrointestinais podem traduzir pequenas mazelas como podem também ocultar doenças mais significativas. Portanto, cabe ao médico, em especial ao gastroenterologista, avaliá-los adequadamente”, finaliza o presidente da FBG.

Federação Brasileira de Gastroenterologia

Gosta do conteúdo especializado do Vivo Mais Saudável?

Experimente informação que faz bem no seu celular!

TAGS
azia
refluxo
má digestão
sensação de queimação
queimação no estômago
sintomas da gastrite
saúde digestiva

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ