Especialidades

24/03/2015 07:19 - Atualizado em 17/11/2016 11:37

Tuberculose ainda faz vítimas no Brasil: Saiba como preveni-la

Mesmo com o avanço da medicina, a tuberculose ainda mata 4,6 mil brasileiros por ano.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Em 24 de março é comemorado o Dia Mundial de Combate à Tuberculose, com o objetivo de divulgar informações e conscientizar a população sobre a importância de prevenir e tratar a doença. Nos últimos anos, os casos diminuíram, mas as taxas de infectados e mortos pela enfermidade ainda são altas.

Um dos principais sintomas é a tosse. Quando perdura por mais de duas semanas, deve ser investigada. O tratamento é feito com medicamentos e, seguidas algumas recomendações, é possível evitar a contaminação.

tuberculose

Saiba mais sobre a tuberculose no Brasil

A tuberculose é uma doença infecciosa e transmissível que afeta principalmente os pulmões. A doença é curável, mas, devido ao grande número de pessoas que a contraem e às suas possíveis complicações, é considerada um sério problema de saúde pública.

Segundo o Ministério da Saúde, a cada ano são notificados aproximadamente 70 mil novos casos e ocorrem 4,6 mil mortes em decorrência da doença. O Brasil ocupa o 17º lugar entre os 22 países responsáveis por 80% do total de casos de tuberculose no mundo.

A doença já foi considerada o mal do século XIX, mas, nos últimos anos, os casos diminuíram, assim como a taxa de mortalidade. Com isso, o objetivo do Ministério da Saúde é determinar o efetivo controle da enfermidade em um futuro próximo, fazendo com que ela deixe de ser um problema.

Apesar do avanço dos tratamentos e da diminuição dos infectados, os números ainda são altos e preocupantes em muitos países. Cerca de 6 milhões de novos casos são registrados por ano no mundo, causando a morte de mais de 1 milhão de pessoas.

O Ministério da Saúde também define que alguns grupos populacionais têm maior vulnerabilidade, devido às condições de saúde e de vida às quais estão expostos.

Os indígenas possuem risco de adoecimento por tuberculose três vezes maior que a população geral. As pessoas portadoras de HIV ou que tenham Aids possuem risco 35 vezes maior. Já as pessoas em situação de rua, 44 vezes maior.

Tratamentos e prevenção da tuberculose

Além de tosse por mais de duas semanas, a tuberculose também manifesta produção de catarro, febre, sudorese, cansaço, dor no peito, falta de apetite e emagrecimento. Em casos mais avançados, ainda pode aparecer escarro com sangue. No início de qualquer um desses sinais, é indicado procurar um médico imediatamente para começar o tratamento.

Para tratar a doença, os pacientes devem utilizar três medicamentos diferentes (pirazinamida, isoniazida e rifamicina) durante dois meses. Do terceiro ao sexto mês, é indicado continuar tomando isoniazida e rifampicina. O tratamento dura um tempo prolongado para que a bactéria seja totalmente eliminada.

A prevenção deve ser feita com a vacinação das crianças no primeiro ano de vida, ou no máximo até os quatro anos, com a vacina BCG. Crianças soropositivas ou recém-nascidas que apresentem sinais de Aids não devem receber a vacina.

Evitar o surgimento da tuberculose também inclui não participar de aglomerações, principalmente em ambientes fechados, mal ventilados e sem iluminação solar. A doença não é transmitida por objetos compartilhados.

Gostou das dicas de saúde? Então deixe um comentário! E não esqueça de curtir nossa página no Facebook para ficar por dentro de todas as novidades do Vivo Mais Saudável.

TAGS
bactéria
doenças pulmonares
sintomas
tratamento

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ