Especialidades

02/11/2015 02:39 - Atualizado em 16/11/2016 08:43

Tremores nas mãos? Conheça 5 sintomas de Parkinson

A doença é um dos distúrbios nervosos mais comuns na terceira idade e deve ser tratada o quanto antes.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Os sintomas de Parkinson surgem de forma lenta e progressiva, e os danos pioram com o tempo. Em geral, a doença atinge pessoas com cerca de 60 anos de idade, embora 10% dos casos ocorram antes dos 40 anos (parkinsonismo de início precoce) e até em menores de 21 anos (parkinsonismo juvenil).

Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), aproximadamente 1% da população mundial com idade superior a 65 anos tem Parkinson. A cura ainda não foi alcançada, mas há estudos experimentais sobre o tratamento com células tronco.

mão de idosa com sintomas de parkinson

Principais sintomas de Parkinson

Os sintomas de Parkinson costumam variar de pessoa para pessoa, assim como a sua intensidade. Eles costumam ser suaves no início e tendem a se agravar com o tempo, podendo levar a complicações mais sérias.

1. Tremores

O sinal mais comum e conhecido da doença são os tremores, que geralmente começam em um membro, como a mão ou os dedos, e depois passam para o queixo, a cabeça, os lábios e os pés. Acontecem principalmente quando a pessoa está em repouso e relaxada e melhoram com os movimentos. Podem piorar com ansiedade, excitação ou cansaço e desaparecem durante o sono.

2. Redução de movimentos automáticos

Também é comum surgir a diminuição ou até mesmo o desaparecimento da capacidade de realizar movimentos inconscientes, como piscar e ter expressões faciais. Os movimentos dos braços diminuem ao caminhar.

3. Movimentos mais lentos

Entre os sintomas de Parkinson, ainda é possível observar movimentos diminuídos e lentos, pois a capacidade do paciente de se movimentar é reduzida, tornando tarefas simples mais complicadas e demoradas. Abotoar roupas e amarrar o cadarço se tornam desafios. A caligrafia também se torna menor (micrografia).

4. Músculos rígidos

Os músculos também ficam rígidos, frequentemente começando nas pernas e restringindo a amplitude de movimento, o que causa dores musculares e prejudica a postura e o equilíbrio. O paciente tende a ficar encurvado, numa posição inclinada. À medida que a doença progride, os braços e as pernas também podem ficar dobrados e a caminhada se torna mais lenta, com passos curtos.

5. Dificuldade na fala

Alterações na fala também podem se manifestar, com o paciente falando baixo, com a voz para dentro e monótona, ou hesitando antes de falar.

Outros sintomas de Parkinson, que nem sempre são físicos, são ansiedade, estresse, alterações emocionais, depressão, seborreia, sudorese excessiva na face, tontura, insônia, cansaço, perda de peso, alteração do ritmo intestinal, perda de memória, alucinações e até mesmo demência.

Saiba Mais
Entenda a importância da atividade física na terceira idade
Cientistas traçam o mapa do envelhecimento facial
Fique atento aos sinais de depressão na terceira idade

Saiba como encarar a doença

O Parkinson é uma doença progressiva do sistema neurológico que afeta principalmente o cérebro, sendo um dos principais e mais comuns distúrbios nervosos da terceira idade. As causas exatas ainda são desconhecidas, mas se acredita que uma mistura de fatores genéticos e exposição a determinadas toxinas ambientais podem contribuir para o quadro.

Como a doença ainda não possui cura, o objetivo do tratamento é controlar os sintomas de Parkinson, proporcionando o alívio dos sinais e evitando os efeitos colaterais. Para isso, são usados basicamente medicamentos, mas uma cirurgia também pode ser indicada em alguns casos.

Além disso, com algumas mudanças no estilo de vida, é possível conviver com a doença de uma forma mais fácil. Manter uma alimentação equilibrada, praticar exercícios, descansar, evitar o estresse, fazer fisioterapia, fonoaudiologia e terapia ocupacional e adaptar a casa e os utensílios utilizados são algumas das medidas.

O que você achou do artigo? Deixe um comentário! E aproveite para conferir outras dicas de saúde aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
doença degenerativa
tremor nas mãos
demência
parkinsonismo

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ