Especialidades

05/08/2015 10:02 - Atualizado em 02/12/2016 05:07

Tendinopatia causa dores e desconforto nas articulações

Também chamado de tendinite, o problema pode ser causado por esforços repetitivos ou movimentos mal executados.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Você trabalha muito tempo na mesma posição ou faz atividades cotidianas que exijam movimentos repetitivos? Então é bom ficar atento para não desenvolver lesões nos tendões, pois elas podem desencadear uma tendinopatia.

O problema é comum e causa dores e desconfortos na região afetada, dificultando até mesmo o movimento dos membros. A doença tem cura, desde que seja diagnosticada e tratada precocemente. Além disso, com alguns cuidados, é possível prevenir as lesões e evitar complicações.

Causas e sintomas da tendinopatia

Também conhecida como tendinite, a tendinopatia é uma lesão que afeta tendões e estruturas responsáveis por gerar força entre músculos e ossos. A condição ocorre quando há um rompimento do tendão, podendo estar relacionada também ao envelhecimento e ao comprometimento vascular.

tendinopatia perna lesionada

A tendinopatia é desencadeada quando acontece uma inflamação na região lesionada, manifestando dores e desconforto. Com o passar do tempo, a lesão causa a ruptura do tendão e a caracterização da doença.

O problema passa por dois estágios iniciais: o primeiro é a dor nos tendões atingidos e, em seguida, o processo inflamatório, em que as dores passam a ser mais constantes e fortes. Em geral, apenas no segundo estágio, quando já há a inflamação, é que o paciente procura ajuda médica.

Além da dor, outros sintomas que podem se manifestar são dificuldades de realizar movimentos nos membros afetados, perda de força e inchaço ou vermelhidão no local. As regiões mais afetadas pela doença são ombros e punhos, cada uma apresentando sintomas específicos.

A partir dos 25 anos de idade, o corpo começa a apresentar uma redução da elasticidade dos tendões, que vai se agravando com o passar dos anos. Fatores como usar calçados inapropriados para praticar esportes e realizar exercícios de forma incorreta contribuem para o desenvolvimento da doença.

Outra causa comum da tendinopatia é a realização de atividades que exijam movimentos e esforços físicos repetitivos. Tocar instrumentos por muito tempo sem pausas, digitar em computadores e celulares, carregar muito peso e lavar roupa são algumas das atividades que causam a doença.

A movimentação ou esforço repetitivo provoca o desgaste de determinado tendão, gerando uma inflamação no local e, consequentemente, a instalação da doença.

Como tratar e prevenir o problema

Após o diagnóstico da tendinopatia, o médico indica um tratamento de acordo com a gravidade e as características de cada caso. Em geral, são receitados medicamentos para aliviar as dores e combater a inflamação, além do uso de bolsa de gelo no local afetado, contribuindo para a recuperação da lesão.

Também faz parte do tratamento a prática de atividades físicas direcionadas, que fortalecem a região lesionada. Pode ser indicado ainda a fisioterapia, reduzindo as dores, recuperando a musculatura e desenvolvendo as funções.

Para prevenir a doença, é importante ter cuidado ao realizar atividades que possam causar o problema. Se não for possível evitá-las, um especialista pode orientar a melhor forma de fazer os movimentos e indicar intervalos periodicamente, além de alongamentos e outros exercícios que ajudem a manter a saúde dos tendões e das articulações.

Você sente dores após um dia de trabalho? Talvez seja hora de procurar um médico. Não deixe de nos contar o que você achou do artigo e aproveite para conferir mais dicas de saúde aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
tendinite
ler
DORT
esforço repetitivo

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ