Especialidades

17/03/2015 10:40 - Atualizado em 05/12/2016 03:12

Saiba quando recorrer à cirurgia de fimose

Com a cirurgia de fimose, é possível melhorar a qualidade de vida e evitar complicações futuras.

POR

Redação

  • +A
  • -A

A fimose é uma condição comum em crianças, aparecendo nos meninos até os três anos de idade. Também pode ocorrer durante a adolescência e na fase adulta, sendo causada por diferentes fatores e podendo trazer complicações.

Em todos os casos, é indicado fazer o tratamento cirúrgico assim que aparecem os primeiros sinais do problema. A cirurgia de fimose, chamada também de postectomia, é um procedimento simples e garante mais qualidade de vida para os pacientes.

cirurgia de fimose

Indicações da cirurgia de fimose

A fimose é diagnosticada quando ocorre a dificuldade ou a incapacidade de exposição completa da glande, ou cabeça do pênis, porque o prepúcio é tracionado e estreita a passagem. Mais comum em crianças, é importante que a cirurgia de fimose seja feita ainda na infância, evitando o risco de infecções da glande ou do prepúcio.

As principais causas da fimose em crianças são assaduras e cicatrizes que retraem a pele, deixando o anel do prepúcio mais estreito. O homem adulto também pode sofrer com o problema, seja porque não foi corrigido na infância, seja devido a doenças que levem ao fechamento gradual do prepúcio. Diabetes e infecções da pele do pênis são algumas.

A cirurgia de fimose é indicada para pessoas que apresentem freio balanoprepucial curto, excesso de pele prepucial, parafimose ou estreitamento do anel prepucial. Em todos os casos, o procedimento é o mesmo e deve ser realizado o quanto antes.

O ideal é que a intervenção cirúrgica seja feita entre os sete e dez anos de idade. Também pode ser realizada mais tarde, mas a recuperação é mais demorada e dolorosa. Se não tratado, o problema pode trazer complicações como dificuldade na relação sexual, incapacidade de fazer a higiene completa do órgão e até mesmo câncer de pênis.

Como funciona a cirurgia de fimose

A cirurgia de fimose é feita por um urologista ou cirurgião para retirar a pele em excesso no pênis, que dificulta a exposição da glande. O procedimento dura cerca de 30 minutos e necessita de anestesia local. Após a remoção do prepúcio, o profissional faz pontos na região para que a recuperação seja mais rápida e para evitar infecções.

Com o tratamento, os pacientes conquistam uma melhora na higiene íntima e também no desempenho sexual. Algumas complicações do procedimento podem ser sangramento, infecção, estreitamento do meato uretral, retirada excessiva ou insuficiente do prepúcio e assimetria prepucial, com possível necessidade de nova cirurgia.

Após a cirurgia de fimose, o paciente pode sentir uma sensação dolorida e de incômodo na região durante alguns dias, exigindo cuidados de higiene e repouso. Os pontos são retirados depois de uma semana e a cicatrização fica praticamente invisível.

Em 30 dias, os exercícios físicos podem ser praticados novamente. No caso de adultos, o ato sexual é permitido normalmente.

Gostou das dicas de saúde? Então deixe um comentário! E não esqueça de curtir nossa página no Facebook para ficar por dentro de todas as novidades do Vivo Mais Saudável.

TAGS
fimose
saúde do homem
pênis
cirurgia

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ