Especialidades

23/06/2015 09:34 - Atualizado em 01/12/2016 02:35

Saiba o que é metástase e o que ela causa no corpo

Especialista esclarece dúvidas e explica sobre tratamentos para combater o câncer.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Muitas pessoas têm dúvidas para entender o que é metástase. Esse é o nome dado ao processo de disseminação das células cancerígenas pelo corpo. Quando um tumor se espalha para outras partes, a partir de um foco originário, é chamado de metastático.

A principal característica que diferencia um tumor benigno de um maligno (câncer) é justamente a capacidade de ocorrer a metástase. Isso é muito raro em tumores benignos.

Especialista explica o que é metástase

O médico oncologista Geraldo Felício da Cunha Júnior conversou com o Vivo Mais Saudável e esclareceu algumas dúvidas sobre o que é metástase. "As metástases se dão pelo sistema linfático, para os gânglios linfáticos ou linfonodos, e por via sanguínea, que nesse caso pode ser enviado para qualquer órgão", explica.

o que e metastase

O especialista comenta que todo câncer pode, potencialmente, originar metástases, a depender do órgão de origem e de suas características. "Tumores localmente maiores têm, em geral, mais chance de dar metástases", aponta.

Segundo o médico, a causa da formação desse foco é consequência de as células cancerígenas atingirem a corrente sanguínea ou linfática. Assim, elas migram pelo organismo, podendo se alojar em outros órgãos ou gânglios.

Alguns tipos de câncer têm mais predisposição a originar metástases. Também têm preferência por órgãos específicos. Os cânceres digestivos, por exemplo, têm maior tendência a ocasionar metástases no fígado e no peritônio. Já o câncer de pulmão e ode mama costumam afetar os ​ossos, o fígado, o cérebro e os pulmões.

Quais os tratamentos para esse estágio?

"A presença de metástase indica que o câncer se espalhou, o que chamamos de doença sistêmica. Nesse caso, na maioria das vezes, o tratamento empregado é o quimioterápico ou hormonioterápico, a depender da doença. Esses medicamentos, dados por via injetável ou oral, atingem a corrente sanguínea, combatendo as metástases onde elas estiverem", explica o oncologista.

O tratamento das metástases é feito com drogas específicas para o tumor de origem. Ou seja, se um câncer de mama deu metástases ósseas, considera-se que a paciente tem metástases ósseas de câncer de mama, e não um câncer ósseo. Assim, ela fará tratamentos direcionados ao câncer de mama.

"O diagnóstico e tratamento precoces do câncer reduzem em muito o risco de futuras metástases. Para alguns cânceres, está indicado, a fim de se evitar futuras metástases, o tratamento quimio, radio ou hormonioterápico preventivo ou adjuvante, após a remoção cirúrgica do tumor", aponta o especialista.

Com as evoluções constantes na medicina, procurar ajuda imediatamente pode fazer toda a diferença. O acompanhamento correto colabora para eliminar os focos da doença no organismo, impedindo que ela se espalhe pelo corpo.

Tirou suas dúvidas? Deixe um comentário! E não esqueça que você sempre encontra novidades de saúde aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
tratamento
câncer
quimioterapia
tumor

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ