Especialidades

05/03/2015 04:32 - Atualizado em 28/11/2016 01:29

Saiba o que é esquizofrenia e como tratá-la

Esquizofrenia atinge pessoas no mundo todo e o tratamento dura a vida inteira.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Você sabe o que é esquizofrenia? Trata-se de um transtorno mental complexo, crônico e com tratamento por toda a vida. Essa doença dificulta a percepção da pessoa, fazendo com que ela confunda as experiências reais e as imaginárias.

Sem encontrar lógica nas situações cotidianas, o esquizofrênico não consegue responder aos estímulos emocionais de forma normal ou se comportar da maneira usual no convívio social. Porém, ao contrário do que muitos pensam, essa não é uma forma de distúrbio de múltiplas personalidades.

o que e esquizofrenia

Entenda o que é esquizofrenia

Os médicos já sabem o que é esquizofrenia, mas ainda não encontraram uma causa exata para sua manifestação. A crença geral é de que ela esteja relacionada a fatores genéticos e ambientais. Algumas substâncias químicas também podem estar associadas às causas da doença.

Aproximadamente 1% da população mundial tem esquizofrenia. Estudos de comparação comprovaram que a doença se manifesta da mesma forma em todas as classes sociais e econômicas. Ela é considerada um transtorno da condição humana e independente de fatores externos.

De 30 a 50 casos do problema surgem anualmente em cada 100 mil indivíduos, somando 5% de pessoas no mundo com a doença. No Brasil, são cerca de 800 mil esquizofrênicos diagnosticados.

Nos pacientes com a doença, estudos mostraram diferenças estruturais no cérebro e no sistema nervoso central. Os fatores relacionados com o transtorno indicam que exposição a toxinas, vírus e má alimentação dentro do útero materno podem interferir no seu surgimento.

Além disso, a história familiar de esquizofrênicos pode ser um dos principais fatores para o desenvolvimento da doença. O uso de medicamentos psicotrópicos na adolescência desencadeia sérias consequências, que podem culminar no aparecimento da esquizofrenia.

Tratamento para esquizofrenia

Delírios, alucinações, pensamentos desconexos, incapacidade motora, desorganização e outros sintomas como falta de contato visual, dificuldade em expressar emoções e fala monótona permitem o diagnóstico. Redução da fala, pouca higiene pessoal, isolamento da sociedade, falta de prazer e perda de interesse nas atividades do dia a dia podem surgir, também.

Geralmente, os esquizofrênicos do sexo masculino começam a apresentar os sinais entre 20 e 25 anos de idade. Nas mulheres, o transtorno aparece próximo aos 30 anos, sendo raros os casos em crianças e adultos com mais de 45 anos.

Neurotransmissores, a exemplo da dopamina e do glutamato, são objetos de estudo de especialistas no tratamento da esquizofrenia - que é vitalício, mesmo que os sintomas tenham desaparecidos. Terapia psicossocial aliada a medicamentos é a forma mais eficaz de tratar a doença.

Caso haja crises intensas e sinais que afetem o paciente e a família de forma grave, a hospitalização pode ser necessária.

Sono adequado, higienização constante do doente, alimentação e segurança devem ser garantidos para reduzir a intensidade dos sintomas. Um médico psiquiatra deve acompanhar cada caso, orientando o tratamento e mantendo contato com psicólogos, assistentes sociais e enfermeiros psiquiátricos.

Na lista de medicamentos para tratar a doença, diversos deles causam efeitos colaterais, portanto o acompanhamento profissional é necessário. Entre os remédios utilizados, estão os antipsicóticos, que controlam os sintomas agindo diretamente na produção de dopamina e serotonina no cérebro.

Gostou das dicas de saúde? Então deixe um comentário! E não esqueça de curtir nossa página no Facebook para ficar ligado em todas as novidades do Vivo Mais Saudável.

TAGS
doença
terapia
transtorno psicológico
transtorno de personalidade

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ