Especialidades

20/01/2015 12:27 - Atualizado em 06/12/2016 02:29

Novo medicamento para hepatite C é liberado no Brasil

O daclatasvir é um novo medicamento para hepatite C e possui menos efeitos colaterais.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Uma das doenças mais perigosas para o fígado agora tem mais uma forma de combate. Segundo o Ministério da Saúde, o Brasil poderá contar como o daclatasvir, um novo medicamento para hepatite C. Com apresentação de poucos efeitos colaterais, ele permitirá a cura do problema em até 90% dos casos.

O registro do medicamento foi aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). A distribuição do remédio pelo Sistema Único de Saúde está prevista para começar em cerca de seis meses. A Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias (Conitec) ficará responsável por realizar a análise dos custos de produção dentro desse período.

novo medicamento para hepatite c

Benefícios do novo medicamento para hepatite C

A demanda por um novo medicamento para hepatite C já era necessária havia bastante tempo. Os remédios utilizados para o tratamento da doença promoviam apenas pouco mais de 50% de cura dos pacientes. Além disso, eles causavam muitos efeitos colaterais às pessoas portadoras do vírus.

Reações pesadas e tratamento muito demorado são alguns dos empecilhos enfrentados pelos usuários dos tradicionais medicamentos para a doença. Por isso, a Anvisa avaliará, além do novo medicamento para hepatite C, a eficácia do sofosbuvir e do simeprevir como alternativas, ainda que menos eficazes.

O atual tratamento para a hepatite C

Para dar início ao tratamento da doença, é preciso uma avaliação médica, já que nem sempre os medicamentos são necessários. Nos casos em que não é requerido tratar a hepatite C, solicitam-se exames de sangue para acompanhamento.

Para as situações que exijam um tratamento, são prescritos antivirais combinados para cuidar da infecção. O objetivo é evitar possíveis transtornos decorrentes da doença.

Durante várias semanas, esses remédios são tomados para eliminar o vírus da hepatite do corpo da pessoa. O profissional de saúde segue acompanhando o paciente para verificar como é a resposta de seu organismo.

O uso de remédios costuma ser recomendado não apenas pela sua eficácia e simplicidade, mas também pela maior recorrência de cura. Com o novo medicamento para hepatite C, os pacientes podem ficar ainda mais animados. A garantia de cura é quase certa e as consequências de remédios anteriores não se manifestam.

Em último caso, o transplante de fígado é a solução para combater a doença. No entanto, trata-se de uma processo difícil, tanto pela falta de doadores compatíveis quanto pelo fato de que o vírus HCV pode voltar a se manifestar no órgão novo.

Novo medicamento para hepatite C tem menos efeitos colaterais

Os efeitos colaterais são bastante comuns no tratamento realizado atualmente para a doença. Depressão, dores musculares, fadiga, dor de cabeça e falta de apetite são possíveis reações enfrentadas pelas pessoas infectadas. Em alguns pacientes, esses sintomas são muito sérios e impossibilitam a continuação da medicação.

Porém, a situação muda com o novo medicamento para hepatite C. O daclatasvir, além das maiores chances de cura, apresenta menos efeitos colaterais. Dessa maneira, é possível conquistar mais qualidade de vida.

Gostou da novidade? Então deixe um comentário! E não esqueça de curtir nossa página no Facebook para ficar ligado em todas as novidades do Vivo Mais Saudável.

TAGS
saúde
medicamentos
doenças
vírus

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ