Especialidades

21/11/2015 12:26 - Atualizado em 09/12/2016 12:57

Indisposição? Você pode ter síndrome do intestino irritável

Conjunto de sintomas acomete principalmente mulheres de meia idade.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Se você vem sentindo alguns sintomas como queimação e desconforto ao se alimentar, pode estar com síndrome do intestino irritável. Esse conjunto de sinais acomete principalmente mulheres na faixa da meia idade e está relacionado a fatores como estresse e instabilidade hormonal.

Embora seja algo contínuo e que normalmente perdura ao longa da vida, o quadro é tratável facilmente e não apresenta gravidade. Saiba mais sobre o assunto.

O que é a síndrome do intestino irritável

A síndrome do intestino irritável é um conjunto de sinais e sintomas que acometem o aparelho digestório. Eles podem aparecer na parte alta do intestino - boca, faringe e esôfago -, com queimação, desconforto ao se alimentar e sensação de saciedade, mesmo sem ingerir grande quantidade de alimentos.

O quadro também pode ocorrer na parte baixa do intestino, o chamado intestino grosso. Nesses casos, apresenta sintomas como constipação, distensão abdominal, diarreia e muco.

Mulher segura a barriga devido à síndrome do intestino irritável

Como os sinais podem acometer qualquer parte do tubo digestivo, costumam causar desconforto e, muitas vezes, acabam simulando alguma outra doença orgânica. Porém, ao contrário do que acontece nessas patologias, não existe um sinal maior de alerta, já que não há sangramento ou perda de peso, por exemplo.

A manutenção do quadro clínico, porém, persiste, acompanhada de hipersensibilidade abdominal.

Causas e tratamento para a síndrome

De acordo com o médico gastroenterologista Dr. Jaime Valladek Gil, do Hospital Albert Einstein, de São Paulo-SP, as causas da síndrome do intestino irritável estão principalmente relacionadas a um desequilíbrio de hormônios intestinais.

“Alguns deles até não são conhecidos. O que se sabe é que essa instabilidade leva ao aumento de sensibilidade em determinadas áreas do cérebro, o que gera irritabilidade”, explica ele. Ao se receber essas informações de forma exacerbada, a sensação de incômodo e a dor são maiores que o habitual.

Outros fatores, de acordo com Gil, podem ajudar a desencadear a síndrome do intestino irritável, funcionando como gatilho. Quadros infecciosos que acometem o aparelho intestinal, por exemplo, estão entre eles. Mesmo após curada, a infecção pode manter os sintomas menos graves. Além disso, estresse e ansiedade também podem desencadear o problema.

Saiba Mais
Probióticos ajudam a equilibrar a flora intestinal
Diarreia contínua causa desidratação e exige prevenção
Dores no abdômen podem indicar infecção intestinal

O público mais atingido são mulheres na faixa de meia idade. A síndrome do intestino irritável é bastante comum e, pelos sintomas se confundirem com outras patologias intestinais, acabam gerando gastos consideráveis, tanto para o sistema de saúde quanto para o paciente. 

Embora os sinais possam ser constantes durante toda a vida do paciente, não se trata de um problema de saúde grave. O tratamento passa, em primeiro lugar, por descartar doenças mais sérias, por meio de um diagnóstico completo. O próximo passo é a orientação nutricional, que prevê evitar açúcares em geral, lactose, fibras, frituras e outros alimentos gordurosos.

Em alguns casos, são indicadas terapias, já que a doença está ligada a fatores emocionais. Já o uso de medicamentos como analgésicos e outros para melhorar a mobilidade digestiva é mais raro, sendo necessário apenas em casos específicos.

O que você achou deste artigo? Deixe um comentário! E aproveite para conferir outras dicas de saúde aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
infecção
estresse
diarreia
constipação

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ