Especialidades

12/04/2015 01:46 - Atualizado em 07/12/2016 08:37

Hebiatra: Conheça o médico que cuida dos adolescentes

Conflitos físicos e psicológicos da juventude podem ser tratados por profissional especializado.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Você sabia que existe uma área da medicina especializada no cuidado com adolescentes? O profissional que se prepara para trabalhar com seu filho nessa fase da vida é o hebiatra. Agora, se é você quem precisa de ajuda para lidar com o jovem, recorra também a esse médico. Ele soma experiência nos problemas típicos da juventude.

Durante a adolescência, os jovens encontram dificuldades para estabilizar a vida e viver em tranquilidade. Da mesma forma, alguns pais não conseguem chegar até os filhos para manter um diálogo aberto sem resultar em discussões. Por isso, pode chegar o momento em que o hebiatra seja necessário para ajudar a resolver os conflitos familiares.

hebiatra

Quem é o hebiatra?

Antes de ser hebiatra, o médico precisa ter exercido a função de pediatra. Dessa forma, a hebiatria é considerada uma especialização daquele profissional que já tratou das crianças. De certo modo, é possível dizer que ele é um clinico geral dos adolescentes, que tem uma visão bem ampla sobre os problemas dessa fase especifica.

Os jovens são acompanhados tanto em seu crescimento físico quanto no desenvolvimento hormonal. Os hebiatras cuidam de questões patológicas e também urológicas, dermatológicas, ginecológicas, psicológicas e ortopédicas.

Como o corpo passa por uma grande mudança nessa etapa da vida, a sexualidade e as questões de musculatura também podem ser avaliadas por esses médicos.

Em uma consulta com o hebiatra, o adolescente pode relatar suas dificuldades pessoais, como relacionamento com os pais e transtornos que afetem sua saúde mental. São comuns as modificações físicas, psíquicas e emocionais, principalmente durante o amadurecimento e as descobertas do sexo, da paixão e dos sentimentos.

Quando é necessário um hebiatra?

São muitas informações para processar em pouco tempo. Os adolescentes estudam, muitos começam a trabalhar, apaixonam-se pela primeira vez, brigam com os amigos, querem sair, desiludem-se com as pessoas, prestam vestibular e muitas outras atividades que podem mudar a vida. Nesse processo, pode ficar difícil compreender muitas experiências.

Os pais devem sempre prestar atenção ao comportamento de seus filhos. Uma aproximação pode ser fácil ou difícil, dependendo do relacionamento que se tenha em casa. No entanto, às vezes é necessária uma interferência médica. O hebiatra pode tornar as dificuldades adolescentes menos dolorosas e auxiliar na busca pela identidade adulta.

O sigilo médico é totalmente garantido ao adolescente que se consulta. Em caso de necessidade, os hebiatras alertam ao jovem sobre uma possível intervenção externa e solicitam o compartilhamento das informações dadas em consultório, sempre com objetivo de tratar situações de risco.

No caso de uma consulta com os pais, os médicos de adolescentes tentam clarear as dúvidas sobre as atitudes típicas do período jovem, explicando sobre as diferenças de criação e como cada época tem suas próprias dificuldades.

É importante que haja um ambiente acolhedor dentro de casa, no qual seja possível estabelecer o diálogo, e que tanto os jovens quanto os pais se compreendam mutuamente. O tratamento médico deve ser buscado quando os casos pareçam complicados e ocorra um comprometimento da própria saúde física e mental.

Gostou das dicas de saúde? Então deixe um comentário! E não esqueça que você sempre encontra novidades aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
adolescência
hormônios
agressividade
comportamento

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ