Especialidades

28/01/2016 11:08 - Atualizado em 05/12/2016 09:32

Flora intestinal pode ter relação com aumento de peso

Pesquisa israelense revela que os micróbios intestinais podem ser responsáveis pelo controle da glicose no sangue.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Já se perguntou por que algumas pessoas engordam mais que outras, mesmo apostando em dietas similares? Um estudo conduzido no Weizmann Institute of Science, em Israel, revela que os micróbios presentes na flora intestinal podem ter relação com esse processo.

A pesquisa, que ainda está em andamento, indica que os chamados "alimentos bons e ruins" não obedecem a uma regra geral. Enquanto uma comidinha pode contribuir para o emagrecimento de algumas pessoas, para outras ela pode se tornar a grande vilã. Entenda por quê.

mulher acima do peso come salada para equilibrar flora intestinal

Relação entre flora intestinal e metabolismo

Para entender o estudo israelense, é importante compreender que, quando ingerimos determinado alimento, o nível de açúcar na corrente sanguínea aumenta. Para um organismo saudável, são importantes tanto a velocidade em que a substância atinge seu pico quanto a rapidez com que o corpo volta ao estado normal.

Quando temos picos constantes, por exemplo, estamos mais propensos a desenvolver o diabetes tipo 2, além de acumularmos mais gordura corporal. Baseando-se nessas informações, os alimentos são constantemente avaliados como "bons" por terem baixos valores glicêmicos e "ruins" por apresentarem um índice alto.

Entretanto, o estudo liderado por Eran Segal e Eran Elinav sugere que o processo é um pouco mais complexo que isso. O instituto está monitorando mil pessoas cuidadosamente para saber como seus organismos reagem à comida.

Entre as primeiras descobertas, o destaque fica para a ação dos micróbios presentes na flora intestinal. Segundo os pesquisadores, eles podem ser a chave para descobrir por que os níveis de glicose são tão individuais, mesmo quando os alimentos parecidos. Os químicos produzidos são os responsáveis pelo controle desses picos, refletindo diretamente no aumento de gordura corporal.

Saiba Mais
Probióticos ajudam a equilibrar a flora intestinal
Glicose no sangue: Como controlar e sintomas de alerta
Descubra quais são os melhores exercícios para emagrecer

Mudança de hábitos alimentares

Ao apostar em um cardápio com ingredientes considerados bons para seu organismo, os efeitos tendem ao emagrecimento saudável, além do fortalecimento do sistema imunológico e do bom funcionamento dos órgãos. Para os pesquisadores, saber quais são os alimentos positivos para cada pessoa e investir neles é uma forma de alcançar impactos mais profundos na saúde e no bem-estar.

A partir de agora, o estudo começa sua segunda fase, que visa a encontrar maneiras de mudar a composição das bactérias intestinais. A partir dessa identificação dos grupos presentes e das carências de cada organismo, seria possível desenvolver novos hábitos para a mudança dos micróbios.

O objetivo dos responsáveis pela pesquisa é que pessoas de todo o mundo possam enviar amostras de fezes para análise. Elas receberiam uma dieta personalizada para controlar os níveis de glicose e melhorar os micróbios intestinais. Com isso, haveria uma redução nas taxas de obesidade e de diabetes.

Vale lembrar que um cardápio balanceado e nutritivo é sempre uma opção saudável. Até que a maneira como cada organismo recebe determinado alimento seja confirmada, apostar na variedade de nutrientes é a alternativa para manter o bom funcionamento do corpo.

Qual a sua opinião sobre a relação entre a flora intestinal e a saúde do organismo? Deixe um comentário! E aproveite para acompanhar as dicas de bem-estar e alimentação do Vivo Mais Saudável.

TAGS
glicose
perder peso
gordura corporal
metabolismo

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ