Especialidades

04/11/2015 01:47 - Atualizado em 05/12/2016 02:27

Exoftalmia: Saiba quando olhos saltados são motivo de preocupação

A condição pode indicar diversos problemas, desde infecções mais simples até doenças mais graves.

POR

Redação

  • +A
  • -A

O aspecto de um ou de ambos os olhos saltados é visualmente preocupante e, dependendo do caso, pode indicar um problema sério. Essa condição é chamada de exoftalmia, geralmente provocada pela doença de Graves, mas também podendo ocorrer por outras complicações, como infecções e até mesmo tumores.

A gravidade da doença e o tratamento variam de acordo com a causa. Entretanto, em todos os casos, é indicado procurar um médico o quanto antes. Com o diagnóstico precoce, o prognóstico é positivo e mais simples. Saiba mais sobre o problema e suas consequências.

detalhe dos olhos de mulher com exoftalmia

Causas do problema

A exoftalmia é uma condição caracterizada por um ou ambos os olhos saltados, sendo provocada principalmente pela doença de Graves, uma condição autoimune que leva ao hipertireoidismo. Além disso, pode também ser decorrência de tumores, infecções, desordens vasculares ou celulites orbitárias, uma infecção que acomete a órbita ocular.

O hemangioma e a leucemia são outras possíveis causas do problema, provocando também sangramentos nos olhos. Ainda, o glaucoma congênito pode dar a impressão de que há um caso de exoftalmia, pois os olhos parecem maiores do que realmente são.

Além de apresentar olhos saltados, a condição pode vir acompanhada de dor de cabeça, vermelhidão e dor na região, visão dupla e perda parcial ou total da visão. Quando surgem também algum desses sintomas, o caso se torna ainda mais preocupante e deve ser examinado por um médico imediatamente.

Saiba Mais
Bolsas nos olhos têm solução? Confira algumas dicas
O mau uso de colírios pode comprometer a saúde ocular
Coceira e inchaço nos olhos podem ser tracoma

Como tratar a exoftalmia

A exoftalmia é considerada mais grave quando surge de repente, principalmente em crianças, e quando há também perda da visão ou outros sintomas associados. Nessas situações, um médico deve ser consultado o quanto antes, podendo ser um oftalmologista, endocrinologista ou clinico geral.

O tratamento da exoftalmia varia de acordo com a causa da condição. Em alguns casos, não há necessidade de tratar o problema. Porém, se a condição for provocada por outra doença, pode haver necessidade de medidas mais sérias.

Por exemplo, caso seja uma decorrência de disfunções na tireoide, o tratamento irá envolver o uso de medicação para regulagem das funções da glândula. Além disso, corticoesteroides podem ser receitados para ajudar no controle da inflamação.

Quando provocada por infecções, a exoftalmia deve ser tratada com antibióticos ou outros medicamentos, com a intenção de combater a infecção. Nos casos de presença de tumores, o tratamento pode ser mais agressivo e invasivo, como por meio de cirurgia ou até mesmo radioterapia.

Nos casos mais graves ou que não são tratados rapidamente, as pessoas podem acabar ficando impossibilitadas de fechar os olhos, o que danifica a córnea e pode causar infecções e úlceras. Por isso, a importância do diagnóstico correto e do tratamento precoce.

O que você achou do artigo? Deixe um comentário! E aproveite para conferir outras dicas de saúde aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
sangramento nos olhos
dor nos olhos
glaucoma
tireoide

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ