Especialidades

20/03/2015 11:25 - Atualizado em 20/11/2016 10:31

Entenda o que é síndrome de Down com o exemplo de uma mãe

Ana Flavia é mãe da Maria Fernanda, que tem a trissomia do cromossomo 21.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Para entender o que é síndrome de Down e como uma criança com a deficiência se desenvolve, nada melhor que falar com alguém que conviva diariamente com as surpresas e descobertas desse mundo. Ana Flavia Jacques, de 32 anos, é mãe de Maria Fernanda. A menina de dois aninhos, entre outras características, tem síndrome de Down.

Carinhosamente apelidada de Cerejinha, Maria Fernanda chegou na vida de Ana Flavia e do marido, Daniel, mostrando que, apesar das limitações devido à deficiência intelectual, ela pode aprender e ensinar muito.

Ana Flavia desenvolveu projetos para provar que “todas as pessoas são diferentes e que a diversidade humana é maravilhosa”, nas palavras da própria mamãe. Conheça mais sobre essa história de vida.

o que e sindrome de down

Descobrindo o que é síndrome de Down

Com cinco meses de gestação, por meio de um ultrassom morfológico, foram diagnosticadas algumas alterações no bebê de Ana Flavia. Depois de alguns exames e do estudo das células do feto, foi confirmado que Maria Fernanda estava se desenvolvendo com um cromossomo a mais no par 21, ou seja, com a síndrome de Down.

No primeiro momento, alguns sentimentos negativos foram inevitáveis. Ana Flavia e o marido sofreram com dúvidas e medos, como não saber lidar com a criança e o preconceito que ela poderia sofrer. Essas são sensações comuns a todos que se deparam com o desconhecido e que não sabem exatamente o que é síndrome de Down.

Ana Flavia explica que a descoberta é um momento difícil, mas que aos poucos e com a busca por informações sobre a síndrome de Down, é possível superar o desafio e aproveitar a gestação.

"Passado o período de entendimento de que era para ser da forma que estava sendo, eu curti muito. Primeiro precisei aceitar tudo isso. O bom é que tive tempo para pensar, para pesquisar e conversar com outras famílias", destaca.

o que e sindrome de down

Como lidar com a síndrome de Down

Com o nascimento de Cerejinha, que ocorreu sem complicações, todos as boas expectativas se confirmaram. "Quando ela nasceu, foi tudo muito mais fácil. Todos os sentimentos negativos se transformaram assim que vi o rostinho dela: redondinho e corado, assim como uma cereja", explica Ana Flavia.

O maior desafio de ser mãe de uma criança com síndrome de Down não é lidar com a pequena, mas, sim, com as outras pessoas. O preconceito e a falta de informação em relação à deficiência ainda existem e são bastante frequentes.

"Eu já vivi, senti e presenciei muita coisa em pouco mais de dois anos de vida da minha pequena grande menininha. É falta de informação, mesmo", reflete.

Com toda a experiência e o aprendizado que teve desde a chegada de Cerejinha, Ana Flavia desenvolveu projetos para compartilhar informações sobre a síndrome. Ela é uma das fundadoras do grupo Minas Down, que defende os valores, a aceitação e a inclusão das pessoas com a deficiência, dando suporte para que elas tenham mais qualidade de vida.

Além disso, ela conta os desafios e as alegrias do desenvolvimento de Maria Fernanda em blogs e nas redes sociais, com o objetivo de combater o preconceito e estimular um novo olhar sobre o que é síndrome de Down.

No dia 21 de março, é celebrado o Dia Mundial da Síndrome de Down, que reforça a luta pela inclusão.

Gostou dessa história de vidaEntão deixe um comentário! E não esqueça de curtir nossa página no Facebook para ficar por dentro de todas as novidades do Vivo Mais Saudável.

TAGS
síndrome de down
deficiência intelectual
mãe e filha
preconceito

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ