Especialidades

16/11/2015 02:43 - Atualizado em 28/11/2016 07:14

Entenda como atuam os diferentes tipos de insulina

Substância é responsável pelo transporte da glicose para as células do organismo.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Este hormônio é fabricado naturalmente pelo pâncreas, mas pacientes com diabetes desenvolvem uma alteração no funcionamento do metabolismo. Por isso, alguns deles precisam fazer o uso de diferentes tipos de insulina sintética para garantir o bom funcionamento do organismo.

A função principal da insulina é levar o açúcar da corrente sanguínea para as células do corpo. Assim, a glicose age como uma forma de combustível, gerando energia.

ampola com um dos tipos de insulina

Conheça os tipos de insulina

Insulina de ação rápida (insulina simples)

Esse tipo tem uma ação fisiológica similar à da insulina produzida pelo organismo. O início de ação, como o nome indica, é mais rápido, em torno de 30 minutos. O efeito dura em torno de oito horas.

Insulina de ação intermediária

Esse é um preparo a partir da adição da protamina, que causa uma lentidão na absorção do produto. O início da ação é em torno de uma hora após a aplicação e o efeito pode durar até 20 horas.

Insulina pré-misturada

Também chamada de insulina bifásica, é uma combinação entre a rápida e a lenta. O início da ação varia entre 15 e 30 minutos e sua duração também pode alcançar cerca de 20 horas.

Saiba Mais
Caju ajuda a combater a anemia e o diabetes
Diabetes infantil e a importância do apoio familiar
Feijão azuki ajuda a controlar hipertensão e diabetes

Os diferentes tipos de insulina são medicamentos e precisam de disciplina e cuidado na sua administração. O produto e a dosagem devem ser prescritos por um médico endocrinologista. O uso da substância nunca deve ser feito sem orientação médica, pois cada caso requer um estudo aprofundado para identificar o tratamento correto.

Entenda o diabetes

Os diferentes tipos de insulina visam a sanar a deficiência do organismo de quem convive com o diabetes. Essa doença é caracterizada pela elevação da glicose na corrente sanguínea, causada pela deficiência na produção natural do hormônio. Atualmente, existem dois grupos mais comuns.

Diabetes Tipo 1

Pacientes com esse tipo de diabetes tiveram suas células beta pancreáticas, responsáveis pela produção da insulina, destruídas pelo próprio organismo. Crianças e jovens adultos são os mais acometidos, mas a doença pode ocorrer em pessoas de todas as faixas etárias.

Diabetes Tipo 2

É considerado o tipo mais comum. A insulina é produzida pelas células do pâncreas, mas tem sua ação dificultada por causa de uma resistência insulínica. Nesses casos, costuma acontecer um aumento da produção da substância. Quando isso acaba não sendo mais possível, surge o problema.

Além dessas duas variações, existem casos de diabetes mais raros, causados por problemas genéticos, doenças endócrinas ou utilização de determinados medicamentos. O diabetes gestacional, que acomete futuras mamães, também pode ocorrer, podendo ser transitório ou não.

O que você achou do artigo? Deixe um comentário! E aproveite para conferir outras dicas de saúde aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
diabetes
açúcar no sangue
energia
medicamento

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ