Especialidades

28/12/2015 01:00 - Atualizado em 15/01/2017 12:26

Dieta adequada previne anemia ferropriva

A falta de ferro no organismo é uma das principais causas da doença.

POR

Redação

  • +A
  • -A

A anemia ferropriva, ou anemia por deficiência de ferro, leva o organismo a uma diminuição da produção, do tamanho e do teor de hemoglobina dos glóbulos vermelhos. O problema pode ser identificado através de sintomas como palidez, cansaço, falta de apetite e palpitações.

O tratamento consiste no suprimento do nutriente e no combate aos fatores que originaram a sua deficiência. Quando tratada corretamente, a anemia não apresenta riscos ou consequências graves para a saúde. Veja o que fazer.

O que é anemia ferropriva

O ferro é um nutriente essencial para o funcionamento do organismo, responsável pela produção de glóbulos vermelhos e transporte de oxigênio dos pulmões para todas as células do corpo. Quando ocorre a deficiência do nutriente e, consequentemente, a diminuição de hemoglobina, o transporte de oxigênio fica comprometido e várias consequências podem afetar o organismo.

A falta de ferro na alimentação é a principal causa da anemia ferropriva, desencadeando a carência do nutriente no organismo principalmente em crianças abaixo de 2 anos e em gestantes. No Brasil, estima-se que o problema atinja 25% das crianças até os 2 anos de idade e 21% dos pequenos até os 5 anos de idade.

A deficiência também pode ser causada pela diminuição da absorção do ferro pela mucosa intestinal, que ocorrem devido a condições clínicas como cirurgias que retiram partes do estômago ou do intestino, parasitoses intestinais, diarreias frequentes e doença celíaca.

Pode ocorrer ainda por perdas expressivas de sangue, devido a hemorragias agudas ou crônicas por via gastrintestinal, ou como consequência de fluxo sanguíneo menstrual de grande volume e por muitos dias, condição chamada de hipermenorreia pelos ginecologistas.

Saiba Mais
Caju ajuda a combater a anemia e o diabetes
Deficiência de ferro no organismo, saiba como evitar
Anemia: Conheça sintomas, causas e tratamento

Crianças, adolescentes, gestantes e idosos são os públicos mais vulneráveis da anemia ferropriva. No entanto, qualquer pessoa pode desenvolvê-la, desde que não receba a quantidade adequada de ferro na dieta ou tenha dificuldade de absorção.

Entre os sintomas manifestados pela condição estão palidez, cansaço, fadiga crônica e desânimo, falta de apetite, dores de cabeça e nas pernas, apatia, dificuldade de concentração, palpitações, taquicardia e diminuição do desejo sexual. Nos estágios mais avançados, pode ocorrer alterações na pele, nas mucosas, nas unhas e nos cabelos, que se tornam frágeis e quebradiços.

Em crianças, a anemia ferropriva pode afetar o crescimento e a aprendizagem, além de aumentar a predisposição a infecções.

Anemia ferropriva

Como tratar e prevenir o problema

O tratamento consiste em identificar e corrigir a causa da deficiência de ferro, sendo recomendada uma dieta rica no nutriente e o uso de sulfato ferroso por via oral. O processo se estende por aproximadamente seis meses depois de o exame de sangue mostrar níveis normais de ferro no organismo.

Para restabelecer os níveis de ferro no sangue e prevenir a anemia, é preciso manter uma dieta equilibrada e rica em alimentos como leite, iogurte, pães, cereais matinais, feijão, entre outros. Segundo a Associação Paulista de Medicina, o ferro é melhor absorvido em jejum, e seguido por alimentos ricos em vitamina C.

Que achou das dicas de saúde? Deixe um comentário! E continue ligado no Vivo Mais Saudável para conferir outras novidades.

TAGS
ferro
alimentação
nutrição
saúde

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ