Especialidades

26/06/2015 02:22 - Atualizado em 30/11/2016 01:10

Cirurgia refrativa corrige problemas de visão

Duas técnicas de cirurgia refrativa são utilizadas para melhorar a nitidez do foco pela retina.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Só quem possui algum distúrbio da visão entende como enxergar mal afeta a qualidade de vida. Miopia, hipermetropia e astigmatismo são alguns dos problemas de saúde ocular que podem ser corrigidos por meio da cirurgia refrativa. O procedimento serve para melhorar a nitidez da focalização de imagens na retina.

Nosso olho realiza uma operação para que a visão funcione, passando pela córnea, o aquoso, o cristalino e o vítreo, se tornando um impulso nervoso emitido ao cérebro, que focaliza as imagens. Quando esse processo não é realizado por danos na retina, a visão não fica nítida. Isso se chama erro de refração, o que a cirurgia refrativa busca corrigir.

cirurgia refrativa

Como é feita a cirurgia refrativa

Para correção de problemas refrativos na visão, existem duas técnicas cirúrgicas que são mais utilizadas. A LASEK, sigla de Laser-Assisted Sub-Epithelial Keratectomy, é indicada para miopia, astigmatismo e hipermetropia, diminuindo a necessidade de uso de óculos e lentes, ou mesmo dispensando a utilização desses acessórios.

A outra opção é chamada de PRK (Photorefractive Keratectomy) e também realiza a retirada do epitélio da córnea. A diferença entre elas é que, na LASEK, se conserva o epitélio, enquanto na PRK ele é raspado e removido. A segunda é mais utilizada porque estudos médicos confirmaram que não há necessidade de conservação do epitélio.

A opção é priorizada pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Refrativa. Enquanto a LASEK aplica diretamente um laser sobre a superfície ocular, a PRK remove os tecidos da córnea para que os raios laser focalizem a retina.

Quando recorrer à cirurgia refrativa

Os brasileiros são recomendados a realizar a cirurgia refrativa a partir dos 18 anos de idade. O laser é capaz de corrigir a maior parte dos erros de refração, mas é necessário sempre fazer o acompanhamento com o oftalmologista para saber o momento certo de passar pelo procedimento.

Veja quais são os problemas de visão que podem ser corrigidos com a LASEK e a PRK:

Miopia

Problema no qual a luz converge para um ponto frontal da retina, fazendo com que os objetos distantes fiquem fora de foco. Para corrigir, o laser torna a superfície da córnea plana e deixa o olho apto a focar a luz na retina. A cirurgia é indicada para quem apresentar mais de 10 dioptrias (unidade de medida do poder de refração).

Hipermetropia

Nesse caso, a luz converge para um ponto traseiro da retina, e os objetos que estão próximos perdem a nitidez em relação aos que estão longe. Na cirurgia refrativa para corrigir a hipermetropia, é utilizado um raio laser que planifica a borda externa da córnea. Assim, é possível projetar a porção central e aumentar o grau. O procedimento é recomendado acima de +4 graus de dioptrias.

Astigmatismo

Esse problema refrativo é causado quando a córnea tem formato irregular e o foco da visão é feito em múltiplos lugares, o que dificulta a formação da imagem pelo cérebro. Para corrigir, são remodeladas partes da córnea através do laser. Assim, elas ficam planas nas regiões irregulares. Recomenda-se cirurgia a partir de 4 dioptrias.

Gostou das dicas de saúde? Deixe um comentário! E lembre-se de acompanhar o que é novidade aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
olhos
saúde dos olhos
miopia
astigmatismo

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ