Especialidades

04/05/2015 03:24 - Atualizado em 09/12/2016 10:13

Cigarro: Boas razões para você viver sem esse vício

Aproximadamente 6 Milhões de pessoas morrem vítimas do cigarro anualmente. Mais alarmante que este número é o prejuízo causado à saúde.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Pouca gente sabe, mas um dos vícios que mais matam no mundo é o tabagismo. Para marcar a importância de colocar o tema em debate, a Organização Mundial da Saúde (OMS) instituiu 31 de maio como o Dia Mundial Sem Tabaco. Seja você fumante ativo ou passivo, o Vivo Mais Saudável espera contribuir com dados relevantes e conhecimentos médicos sobre os prejuízos que o cigarro causa à saúde, além de iniciativas de sucesso para quem deseja parar de fumar ou convive com quem fuma.

 Fumar aumenta os riscos de enfisema pulmonar. Clique e confira a matéria

 

Cerca de 200 mil brasileiros morrem por ano em consequência do cigarro

Nosso planeta já contabiliza cerca de 7 bilhões de pessoas no mundo. Você sabia que, anualmente, 6 milhões delas perdem a vida em razão do cigarro? Fazem parte desse número alarmante, 200 mil brasileiros vítimas do cigarro, segundo dados da Pesquisa Nacional de Saúde (PNS), realizada pelo Ministério da Saúde em parceria com o IBGE. Infelizmente, a tendência é que a taxa de mortalidade aumente ao decorrer dos anos, a estimativa é de que 8 milhões de pessoas possam morrer até 2030 em consequência do tabagismo.

Mesmo com o forte número de campanhas sobre o assunto, o Brasil ainda é um dos maiores produtores de tabaco no mundo. Nosso país está em segundo lugar no ranking mundial e perde apenas para a China, seguida depois da Índia, Estados Unidos e Indonésia. Conforme o Sinditabaco, a produção registrada no Brasil na safra 2013/2014 foi de 751 mil toneladas.

 

Quem mais fuma no Brasil?

Enquanto os homens e jovens conseguem largar o cigarro com mais frequência, o número de mulheres tabagistas só aumenta. Segundo o IBGE, cerca de 10 milhões não largam o vício. Como consequência, o cigarro é responsável por 40% das mortes de mulheres com menos de 65 anos no País.  

 Você conhece o cigarro eletrônico? Ele também pode fazer mal para você 

 

Brasil ganha prêmio em campanha contra o tabagismo

Apesar do aumento de vítimas fatais do tabagismo, o cigarro está em queda na vida dos brasileiros. Segundo a Pesquisa Nacional de Saúde, o índice de pessoas que consome cigarro ou derivados do tabaco no Brasil diminuiu,  20,5% menor que o registrado em 2010. Uma das ações governamentais para redução do tabagismo é o alto custo do maço de cigarro, entre R$ 3 a R$ 10.

Vale lembrar que em março desse ano, o Brasil foi reconhecido internacionalmente pela Bloomberg Philanthropies pela campanha de combate ao tabagismo e ganhou o prêmio na 16a Conferência Mundial Sobre Tabagismo e Saúde da OMS. Grande parte do mérito vem da Lei Antifumo, implementada em 3 de dezembro de 2014, com o objetivo de proibir o fumo em ambientes fechados, públicos e privados.

 Faça o teste e veja o quanto você é dependente do cigarro


Histórias de luta contra o cigarro

Desenvolvedor de web Leo Lima deixou de fumar há nove mesesCom o objetivo de conquistar uma vida mais saudável, muitos usuários mudaram hábitos e conseguiram eliminar o cigarro de vez. Um dos casos é do desenvolvedor web Leonardo Lima, que deixou de fumar há nove meses. O tempo ainda é curto, mas para ele a vida sem nicotina já faz uma diferença enorme na conta bancária e na saúde. “Notei que o cigarro mexia muito nos meus custos e na minha vida, eu fumava quase 2 maços por dia. Avaliei que os 400 reais que eu gastava com cigarro por mês poderia ser investido numa academia”, contou Leonardo, que começou a malhar a partir disso.

Faça o cálculo Gasto com Cigarro aqui

E como é lidar com a fumaça do cigarro para quem não fuma? A estudante de jornalismo Marcela Josuá, de 23 anos, tem muitos colegas fumantes. Sem suportar o cheiro, ela repreende os amigos quando fumam ao seu lado. “Se são meus amigos eu reclamo sim, porque quando eu peço para parar é porque estão incomodando mesmo, e o mais importante é que eles respeitam”, ela conta.

E como parar de fumar?

Parar de fumar para algumas pessoas é um grande problema. Mas existem técnicas que podem ajudar a eliminar o cigarro da vida. O Instituto Nacional do Câncer (Inca) elaborou dicas práticas. Veja abaixo:

Parada imediata

Essa deve ser sempre a primeira opção. Deixar de fumar de uma só vez, cessando totalmente de uma hora para outra.

Parada gradual

Há duas maneiras:

Reduzindo o número de cigarros. Para isso, é só contar o número de cigarros fumados por dia e passar a fumar um número menor a cada dia;

Adiando a hora em que fuma o primeiro cigarro do dia. Você vai adiando o primeiro cigarro por um número de horas predeterminado a cada dia até chegar o dia em que você não fumará nenhum cigarro;

A parada gradual não deve durar mais de duas semanas o processo.


O bom de parar de fumar?

Estatísticas revelam que os fumantes, comparados aos não fumantes, apresentam risco:

10 vezes maior de adoecer de câncer de pulmão;
5 vezes maior de sofrer infarto;
5 vezes maior de sofrer de bronquite crônica e enfisema pulmonar;
2 vezes maior de sofrer derrame cerebral.

As mulheres fumantes devem saber que:

O uso de anticoncepcionais associado ao cigarro aumenta em 10 vezes o risco de sofrer derrame cerebral e infarto; 

Grávidas fumantes aumentam o risco de ter aborto espontâneo em 70%; perder o bebê próximo ou após o parto em 30%; o bebê nascer prematuro em 40%; ter um bebê com baixo peso em 200%.



Fumar é um risco à saúde que podemos evitar. Você é a favor de uma vida mais saudável sem cigarro? Deixe seu comentário e compartilhe nosso Especial Sem Cigarro.

Experimente o Vivo Sem Fumar. São 7 dias grátis!

TAGS
como parar de fumar
dicas parar de fumar
largar o cigarro
números fumantes brasil
dia mundial sem tabaco

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ