Criança

31/01/2016 12:00 - Atualizado em 08/12/2016 11:17

Tímpano perfurado: Erros na higiene do bebê causam lesões

O uso incorreto de cotonetes é uma das principais causas do problema.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Dores frequentes de ouvido, saída de líquidos na região, zumbido, vertigem e perda auditiva são alguns dos sintomas de tímpano perfurado. Essa fina membrana está localizada na extremidade do canal auditivo e serve para proteger as estruturas internas.

O Vivo Mais Saudável conversou com a Dra. Berenice Dias Ramos, membro da Associação Gaúcha de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial (ASSOGOT) e presidente do Departamento Científico de Otorrinolaringologia da Sociedade Brasileira de Pediatria. Ela esclareceu dúvidas sobre o problema. Confira a seguir.

bebê chora com tímpano perfurado

O que causa o tímpano perfurado?

Segundo a médica, as duas causas mais frequentes de tímpano perfurado são a traumática e a infecciosa. A perfuração traumática pode ser ocasionada por acidentes automobilísticos, aquáticos ou com objetos pontiagudos. O tipo mais frequente é o uso inadequado de cotonetes.  

"A perfuração timpânica por cotonetes na infância não deve ser considerada um acidente no sentido estrito da palavra, já que é um evento totalmente previsível e passível de prevenção. Crianças não devem ter acesso a cotonetes", alerta a especialista.

Perfurações pequenas costumam fechar espontaneamente, desde que o paciente tenha o cuidado de não molhar os ouvidos.

O problema de tímpano perfurado também pode ocorrer durante um episódio de otite média aguda. Habitualmente, a doença é precedida por um resfriado e acompanhada por dor de ouvido e febre.

Em crianças saudáveis, o problema pode ser resolvido com tratamento específico. Um otorrinolaringologista deve ser consultado sempre que houver suspeita de alguma lesão nas estruturas do ouvido.

Algumas vezes, conforme explica a profissional, é necessário tratamento medicamentoso ou, até mesmo, cirúrgico, dependendo da extensão da lesão e do grau de comprometimento das estruturas responsáveis pela transmissão do som.

Uma audiometria é importante para uma completa avaliação do quadro. O melhor momento para que o exame seja realizado dependerá da causa da perfuração e deve ser decidido pelo otorrinolaringologista. "A principal recomendação é não permitir a entrada de água no ouvido até a completa cicatrização das lesões", completa Dra. Berenice.

[[saiba_mais]]

Como proteger a criança?

Para minimizar as chances de a criança ter o tímpano perfurado, os pais devem ficar atentos. Veja algumas dicas:

- Evite ruídos muito altos. É saudável reduzir o volume da televisão ou do rádio e evitar o uso prolongado de fones de ouvido.

- Mantenha as lesões secas. Enquanto qualquer ferimento não estiver 100% cicatrizado, é fundamental deixar a região longe de água. Cubra as orelhas durante o banho e evite mergulhos no mar ou na piscina.

- Na hora de voar de avião, utilize tampões para compensar a pressão sentida ou faça a criança mascar um chiclete. Além disso, é necessário receber autorização médica antes de voar.

É fundamental que os pais levem a criança a um especialista diante de qualquer sintoma de lesão auditiva. Apesar de alguns casos melhorarem espontaneamente, é possível que ocorra complicações e, por isso, o acompanhamento profissional é muito importante.

O que achou do artigo? Deixe um comentário! E aproveite para conferir outras dicas de saúde aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
otite
audição
ouvido
perda auditiva

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ