Criança

02/09/2014 02:05 - Atualizado em 04/12/2016 04:23

Teste do olhinho pode identificar distúrbios visuais de forma precoce

Todos os bebês devem realizar o teste do olhinho.

POR

Redação

  • +A
  • -A

É difícil detectar problemas de visão em um bebê. Para acelerar a percepção de problemas visuais, existe uma solução clínica, o teste do olhinho. Atualmente, todo bebê deveria passar por esse exame, como forma de diagnosticar de forma precoce diversos distúrbio de visão.

O teste do olhinho é rápido, fácil, não dói e pode  problemas como:

- Retinopatia da prematuridade

- Catarata congênita

- Glaucoma

- Retinoblastoma

- Cegueira.

Como funciona o teste do olhinho

Exame simples e indolor, o teste do olhinho nada mais é do que a identificação de um reflexo vermelho, que aparece quando um feixe de luz ilumina o olho do bebê. Mas qual é a função do feixe de luz? Ele cria um fenômeno que pode ser comparado ao que observamos em fotografias. Para que esse reflexo seja percebido pela criança, é necessário que o eixo óptico esteja livre, ou seja, sem nenhum obstáculo à entrada e à saída de luz pela pupila. A passagem da luz pelo olho da criança significa que ela não tem nenhum empecilho que esteja atrapalhando o desenvolvimento normal de sua visão.

teste-do-olhinho

Procurar recurso médico e fazer previamente o teste do olhinho é muito importante. Ele é capaz de detectar qualquer alteração que cause obstrução no eixo visual, como catarata, glaucoma congênito e outros problemas. Essa identificação precoce possibilita o tratamento rápido e, como consequência, favorece a reversão do quadro e o desenvolvimento adequado da visão.

Teste do olhinho é para todos os recém-nascidos

Segundo decisão da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), desde o ano de 2010, ficou definida a obrigatoriedade do pagamento do teste do olhinho por todos os planos de saúde. Antes disso, em muitos estados e cidades, o exame foi instituído por lei e é realizado nas maternidades públicas e também particulares até a alta do recém-nascido.

O objetivo da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) e do Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO) é que todas as crianças tenham esse direito garantido. Por isso, caso seu filho ainda não tenha realizado o teste do olhinho, o recomendado é conversar com o pediatra da criança e solicitar o procedimento.

Para uma efetividade em termos de diagnóstico e tratamento, recomenda-se que o teste do olhinho seja feito pelo pediatra responsável tão logo o bebê nasça. Se isso não ocorrer, o exame deve ser feito logo na primeira consulta de acompanhamento médico.

Após esse tempo, a realização de manutenções por meio do mesmo teste continua sendo importante, nas consultas regulares de avaliação da criança, com a periodicidade definida pelo médico. Em caso de o pediatra encontrar algum problema, ele automaticamente encaminha a criança para avaliação do oftalmologista.

Gostou das nossas dicas? Então curta a nossa página no Facebook para ficar ligado nas novidades do Vivo Mais Saudável.

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ