Criança

18/09/2015 03:00 - Atualizado em 22/11/2016 09:00

Teste de alergia garante o bem-estar do seu filho

Os testes podem ser realizados em qualquer idade, desde que a criança tenha um histórico clínico.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Uma preocupação dos pais em relação à saúde dos filhos é a reação a alimentos, medicamentos ou produtos que possa vir a ocorrer. O teste de alergia, seja ele sanguíneo, cutâneo ou oral, serve para identificar possíveis intolerâncias da criança a certos componentes.

Para saber se o pequeno possui alguma alergia, consulte um alergologista ou dermatologista. Se seu filho apresentar coceira, inchaço ou vermelhidão na pele, saiba que está na hora de recorrer ao médico.

menina realiza teste de alergia em laboratório

Tipos de teste de alergia

De acordo com a Dra. Fátima Rodrigues Fernandes, pediatra alergista e imunologista do Hospital Infantil Sabará, em São Paulo-SP, o principal instrumento para diagnóstico das alergias é o histórico clínico. “Sem um histórico compatível, não se confirma alergia, mesmo que os exames estejam alterados”, afirma.

A profissional explica que, para confirmar esse histórico, existem basicamente dois tipos de exames. Os testes cutâneos são de leitura imediata. Já o exame de sangue verifica a dosagem de Imunoglobulina E, um tipo de anticorpo, e é específico para determinado alérgeno.

A doutora esclarece que os testes cutâneos consistem em colocar um extrato da substância suspeita em contato com a pele, geralmente no braço, e observar a ocorrência de reação positiva. Pode ser o aparecimento de bolinhas vermelhas e com prurido no local. O resultado costuma aparecer após 15 ou 20 minutos.

No caso do exame de sangue, é avaliada a presença de anticorpos contra a tal substância em questão. Segundo a pediatra, o resultado dessa opção é mais demorado e também mais caro.

Além disso, para suspeitas de alergia alimentar, é possível que o médico recomende ainda a realização de um teste de provocação oral. Nesse procedimento, o paciente ingere uma pequena quantidade do alimento que pode causar alergia e sua reação é verificada e controlada.

Saiba Mais
Descubra como evitar alergias na pele de crianças
Alergia ao pólen pode provocar crises de asma e de rinite
Alergia ao frio causa coceira e inchaço nos lábios

A hora certa de realizar o teste de alergia

De acordo com a Dra. Fátima, tanto os testes na pele quanto os exames de sangue podem ser feitos em qualquer idade, na dependência da história clínica.

Ainda, a pediatra destaca que esses procedimentos só devem ser realizados quando aparecem sintomas mais sugestivos e notórios de alergia. Como exemplo, a profissional cita as suspeitas de alergia a algum alimento que incluam sintomas na pele, como urticária e dermatite.

Sinais gastrointestinais devem ser observados e investigados imediatamente. Eles incluem diarreia, vômitos, falta de ganho de peso, sangramento nas fezes ou, mais raramente, anafilaxia com urticária, inchaços, desconforto respiratório, queda da pressão e choque anafilático.

A médica lembra que nos primeiros dois ou três anos de vida da criança as alergias alimentares e as dermatites são as mais frequentes. Após essa fase,  predominam as alergias respiratórias como asma, em cerca de 10% a 15% dos casos, e rinite, em cerca de 25% dos pacientes.

Você acha que é hora de fazer algum teste de alergia no seu filho? Deixe seu comentário. E aproveite para conferir outras dicas de saúde aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
alergia alimentar
dermatite
saúde infantil
reação alérgica

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ