Criança

07/11/2014 09:39 - Atualizado em 08/12/2016 12:31

Sintomas do autismo aparecem cedo nas crianças

Dificuldades de comunicação e falta de contato visual são alguns dos sintomas do autismo.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Estabelecer uma comunicação efetiva com uma criança de até três anos raramente é uma tarefa fácil. Embora a dificuldade seja relativamente comum à idade, é preciso avaliar com cuidado o comportamento e estar atento a possíveis sintomas do autismo.

Em termos gerais, o autismo é uma alteração cerebral que compromete o desenvolvimento psiconeurológico, afetando a capacidade da pessoa em se comunicar. Conhecer os sintomas contribui para o diagnóstico precoce e favorece o tratamento imediato, que pode atenuar os problemas de relacionamento e facilitar a convivência social da criança.

sintomas-do-autismo

Sintomas do autismo podem surgir antes dos 3 anos

No caso do autismo infantil, um estudo publicado na revista acadêmica American Academy of Child & Adolescent Psychiatry por pesquisadores da Escola de Medicina da Universidade Yale revelou que é possível diagnosticar o autismo em bebês com 18 meses de vida.

A pesquisa foi realizada com crianças cujos irmãos mais velhos já haviam sido diagnosticados com a síndrome, o que aumenta de forma considerável as chances de que elas também sejam afetadas. Nessa idade, os principais sintomas foram pouco contato visual e falta de gestos comunicativos. Quando as crianças atingem os três anos de idade, outros sinais podem ser observados, como:

- Dificuldade de relacionamento com outras crianças

- Riso em momentos inapropriados

- Pouco contato visual

- Desejo de não ser tocado

- Propensão ao isolamento

- Cheirar ou lamber os brinquedos, estabelecendo uma fixação inapropriada aos objetos

- Hiperatividade ou extrema inatividade

- Agir como se estivesse surdo

- Dificuldade de comunicação e de expressar necessidades

- Ausência de resposta aos métodos tradicionais de ensino

- Aparente falta de sensibilidade à dor

- Aflição sem motivos aparentes

- Repetição de palavras ou frases ao invés da linguagem comum

- Resistência à mudança de rotina

- Não tem real noção do perigo.

Meninos são mais afetados pelos sintomas do autismo

As causas específicas para o autismo ainda não são conhecidas. Estima-se que a síndrome seja consequência de uma série de fatores, e não de apenas um isoladamente. Da mesma forma, o autismo ainda não tem cura comprovada. O tratamento ajuda a amenizar os sintomas e contribui para melhorar o convivívio social da criança, mas não garante a cura definitiva.

Sabe-se, no entanto, que, em virtude de alterações hormonais específicas, os meninos são quatro vezes mais afetados pelos sintomas do autismo em comparação com as meninas. Disfunções hormonais ligadas à testosterona podem explicar essa disparidade.

Tratamento pode envolver diferentes terapias

O tratamento para os sintomas do autismo tem mais êxito quando é direcionado às necessidades específicas de cada criança. Isso significa que não existe uma única forma de amenizar os problemas. Assim, o médico especialista no assunto deve desenvolver o programa pensando em cada criança. Entre os vários tratamentos disponíveis, pode-se citar:

- Terapia do discurso/linguagem.

- Análise aplicada do comportamento (ABA).

- Terapia ocupacional.

- Fisioterapia.

- Medicamentos específicos.

Deixe um comentário e não esqueça de acompanhar nossa página no Facebook para receber todas as novidades do Vivo Mais Saudável.

TAGS
autismo
crianças
saúde infantil
medicina

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ