Criança

19/01/2016 11:00 - Atualizado em 06/12/2016 11:27

Sapinho: Trate o problema em casa

Ele afeta principalmente as crianças e é um sinal de imunidade baixa.

POR

Redação

  • +A
  • -A

O sapinho é um problema comum na infância, manifestando-se com placas brancas que surgem em regiões da boca, como língua, palato e interior das bochechas. Ele pode afetar pessoas de qualquer idade, mas atinge principalmente crianças, que ainda não possuem as defesas do organismo fortalecidas.

Causando vermelhidão, coceira e dor, o problema pode ser tratado com alguns métodos caseiros, que ajudam a amenizar os sintomas e a combater a inflamação. Se não for tratado, o sapinho pode evoluir e espalhar-se pelo esôfago, o estômago e os pulmões, causando sérias complicações para a saúde.

Conheça as principais causas do sapinho

A também chamada candidíase oral é uma infecção da orofaringe provocada pelo Candida albicans. É normal ter esse fungo vivendo na pele, na boca e no trato digestivo. Quando o sistema imunológico está saudável, a presença do parasita é facilmente controlada e não causa nenhum problema ao organismo do indivíduo.

Porém, quando há alguma fraqueza no sistema imunológico, o Candida albicans pode se espalhar rapidamente e invadir as camadas mais profundas da pele, provocando inflamação. Quanto mais grave for o grau de imunossupressão do paciente, mais agressiva e perigosa é a infecção pelo fungo.

bebê sem sapinho no colo da médica

O sapinho na boca é a forma mais comum de manifestação do fungo, mas é também a mais superficial, indicando um grau de imunossupressão não tão grave. A candidíase oral afeta a mucosa da língua e a parte interna da bochecha, criando placas brancas, com aspecto cremoso. Também pode acometer o o céu da boca, as gengivas e as amígdalas.

Os sintomas característicos do problema são dor, coceira e diminuição do paladar.

Como tratar o problema em casa

Alguns métodos naturais e caseiros podem ser feitos para amenizar os sintomas e ajudar na recuperação do sapinho. Entre eles, um dos principais é realizar a higienização da boca com bicarbonato de sódio.

Basta diluir uma colher de chá do bicarbonato em uma xícara de água e fazer um bochecho. Em caso de bebês, a mãe pode limpar delicadamente a boca e as gengivas da criança com a mistura a cada mamada. A solução também pode ser usada para higienizar objetos pessoais e brinquedos que sejam colocados na boca.

Outra opção de tratamento caseiro é com violeta genciana, aplicando-se o produto diretamente na região afetada até quatro vezes ao dia. A água oxigenada também é uma aliada para tratar sapinho. Ela deve ser diluída a 3% e utilizada para bochechos.

Saiba Mais
Alimentação na amamentação pode influenciar o paladar do bebê
Alergia ao frio causa coceira e inchaço nos lábios
Baby pilates faz bem para mamães e bebês

O chá de poejo pode trazer bons resultados no combate ao problema. Utilize uma colher de sopa de flores ou folhas da planta. Depois de preparar o chá com água fervente, deixe abafado por 15 minutos. Em seguida, é só coar e, com um algodão, fazer compressas nos locais afetados de três a quatro vezes por dia.

As opções caseiras são métodos que ajudam a amenizar o incômodo do problema, o que não substitui a consulta médica. É indicado sempre procurar um pediatra para que o caso seja avaliado corretamente e o tratamento mais adequado seja indicado.

Para prevenir o sapinho, sempre limpe bem chupetas, talheres e mamadeiras após o uso para evitar a colonização de fungos. Além disso, um creme antifúngico pode ser aplicado nos mamilos da mãe após a sua limpeza.

Que achou das dicas? Deixe um comentário! E aproveite para conferir as novidades de saúde do Vivo Mais Saudável.

TAGS
imunidade
candidíase oral
bicarbonato de sódio
tratamentos caseiros

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ