Criança

13/08/2015 09:07 - Atualizado em 22/11/2016 08:34

Ressonar não é comum: Saiba como tratar o problema

O sono de qualidade é fundamental para o desenvolvimento saudável das crianças.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Para pessoas com idade mais avançada, ou que tenham algum problema de respiração, por exemplo, ressonar é comum. Mas quando isso ocorre com crianças, deve ser um sinal de alerta para os pais. Vários fatores podem causar o problema, como dificuldades respiratórias ou até mesmo distúrbios do sono.

A maioria dos casos tem cura e os tratamentos variam de acordo com cada paciente, dependendo da origem do problema e também da gravidade. O indicado é procurar um médico logo que se perceba qualquer alteração na respiração da criança durante o sono.

O que leva a criança a ressonar?

Ressonar é o ruído produzido pela vibração do ar na faringe e surge durante o sono, quando existe resistência à passagem do ar nas vias aéreas. Essa resistência pode aumentar devido ao crescimento das adenoides e das amígdalas, que atingem um tamanho maior nas crianças entre os 3 e os 10 anos de idade.

ressonar

Outros fatores também podem estar relacionados ao surgimento desse ruído na respiração, como a obesidade, a rinite alérgica ou determinadas características faciais. Muitos pais acabam não dando atenção ao fato, mas, quando ele se torna habitual, é preciso procurar um médico para que seja avaliada a causa e indicado o tratamento adequado.

Além de ressonar, alguns sinais são manifestados pela criança que podem indicar que ela sofre de algum distúrbio do sono. São eles:

- Pausas respiratórias (apneias)

- Respiração predominantemente pela boca

- Noção de esforço respiratório

- Sono agitado

- Transpiração excessiva

- Enurese (urinar na cama)

- Sonambulismo

- Pesadelos

- Dormir em posições estranhas

- Queixas de insônia.

Durante o dia, também podem ser percebidas algumas alterações no comportamento, como dificuldade em acordar, queixas de dor de cabeça ou falta de apetite pela manhã, sonolência excessiva, irritabilidade, hiperatividade ou agressividade e dificuldades de aprendizagem.

Uma das principais causar que levam a criança a ressonar é a perturbação respiratória do sono, que pode ter vários graus de gravidade. O diagnóstico mais frequente é a Síndrome de Apneia Obstrutiva do sono (SAOS).

Esse problema obstrui parcial ou totalmente a passagem de ar nas vias aéreas superiores por aumento da resistência nessas estruturas. A obstrução causa a diminuição do oxigênio e aumento do dióxido de carbono no organismo. As alterações respiratórias acabam provocando pequenos despertares durante a noite, perturbando o sono e o descanso da criança.

Como tratar o problema

O sono é um período fundamental para várias funções do organismo das crianças, como crescimento, desenvolvimento, concentração, memória, capacidade de aprendizagem, entre outros. Por isso, qualquer alteração respiratória que prejudique o sono pode comprometer todas essas funções e a qualidade de vida.

Além disso, outra consequência no longo prazo são problemas cardiovasculares, como hipertensão arterial, que podem se agravar na fase adulta e acompanhar a pessoa por toda a vida.

O tratamento varia de acordo com as causas que levam a ressonar, devendo, cada caso, ser analisado por um médico especialista. Quando o aumento das adenoides e das amígdalas é o causador da perturbação respiratória, o mais indicado é a sua remoção cirúrgica. Medicamentos como corticoides nasais e anti-histamínicos orais podem ser suficientes, em outros casos.

Para outras causas que contribuem para o transtorno do sono, os tratamentos incluem correção ortodôntica (expansão maxilar, correção do alinhamento e relação dos dentes e maxilares), tratamento da rinite alérgica ou dieta alimentar e exercício físico, quando houver obesidade associada.

Seu filho ronca? Talvez seja hora de procurar um pediatra. Não esqueça de nos contar o que você achou do artigo. E aproveite para acompanhar outras dicas de saúde e bem-estar aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
ronco
sono infantil
respiração
obesidade infantil

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ