Criança

28/12/2015 11:00 - Atualizado em 03/12/2016 09:57

Resgate das fraldas de pano gera dúvidas em muitos pais

Apesar de não serem tão práticas quanto as descartáveis, as fraldas de pano também possuem as suas vantagens.

POR

Redação

  • +A
  • -A

A praticidade da fralda descartável é indiscutível, tendo se tornado essencial na vida moderna. Ela surgiu nos anos 1950 e rapidamente conquistou a adesão das famílias. Porém, a preocupação com o meio ambiente e com o destino do lixo passou a gerar discussões sobre o seu impacto, trazendo o resgate das fraldas de pano por parte de muitos pais.

Além da consciência ambiental, a fralda de tecido também possui outras vantagens. A principal delas é sentida no bolso, pois fica bem mais barato optar pelas versões reutilizáveis.

Prós e contras das fraldas de pano

Nos últimos anos, as fraldas de pano voltaram a ser utilizadas como alternativa para famílias conscientes com o impacto que as descartáveis causam ao meio ambiente. Segundo uma pesquisa realizada pela Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo da Unicamp, uma fralda descartável leva, em média, 600 anos para se decompor na natureza.

Além disso, o destino do lixo inutilizável são os aterros sanitários. Sem falar no fato de que, para a fabricação das fraldas descartáveis, são usados recursos naturais como petróleo, árvores e água.

Fraldas de pano

Ainda assim, não se pode negar que elas são mais práticas e convenientes: economizam tempo, são simples de usar e têm maior capacidade de absorção. Porém, além da preservação do meio ambiente, as fraldas de pano também possuem outras vantagens. Com o tempo, elas foram modernizadas e agora são mais práticas, com fechos aderentes ou de botões.

Há versões com preenchimentos absorventes, que podem ou não ser retirados para lavar. A camada externa pode ser de algodão, plush, malha ou poliéster, que seca muito mais rapidamente e é resistente à lavagem na máquina. A fralda de pano também permite que a pele delicada do bebê não fique em contato com substâncias químicas e nocivas.

Outra vantagem das fraldas de pano sob as descartáveis é a economia. É estimado que um bebê utiliza oito fraldas descartáveis por dia, ou seja, 240 no fim do mês e, aproximadamente, 3 mil em um ano. Considerando o custo médio de um real por fralda, os gastos alcançariam mais de 6 mil reais nos dois primeiros anos de vida do bebê.

Saiba Mais
Doação de leite materno contribui para a qualidade de vida dos bebês
Alimentação na amamentação pode influenciar o paladar do bebê
Passo a passo: Veja como trocar fraldas do bebê

Já a fralda de tecido possui um gasto médio que não ultrapassa os 2 mil reais, considerando o mesmo período. Cerca de 20 fraldas de tamanho único suprem a necessidade de uso do bebê, desde o nascimento até o desfralde.

Como usar as fraldas corretamente

Os absorventes das fraldas de pano geralmente seguram de duas a quatro horas. Para a noite, existem versões mais resistentes. É indicado trocar a fralda do xixi com frequência, e a de cocô assim que o bebê evacuar, para mantê-lo sempre limpo e sequinho.

Antes do primeiro uso, as fraldas e os absorventes devem ser lavados duas ou três vezes para absorverem melhor. Nessas lavagens, não é preciso utilizar sabão, pois o produto pode deixar resíduos na fralda e impermeabilizá-la.

Após o uso, as fraldas podem ser lavadas na máquina. Retire o excesso de resíduos com água e com ajuda de um objeto para raspar. Na hora de lavar, enxague e centrifugue. Se a máquina possuir, utilize a opção de água quente. Retire todo o sabão, pois, se ficarem resíduos, as fraldas podem apresentar vazamentos.

Uma dica é utilizar meia xícara de bicarbonato de sódio no primeiro enxágue das fraldas, pois isso ajuda a eliminar as manchas.

E você, utiliza esse recurso com o seu bebê? Deixe um comentário! E aproveite para conferir outras dicas de saúde e bem-estar aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
fraldas
trocar fraldas
bebê
maternidade

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ