Criança

21/08/2015 07:33 - Atualizado em 08/12/2016 07:22

Proteja seu filho da pneumonia infantil

Além de dar a vacina, deve-se aquecer a criança e evitar ambientes muito fechados.

POR

Redação

  • +A
  • -A

A pneumonia infantil é um dos grandes medos dos pais. A doença pode ser causada por diferentes agentes, como bactérias, vírus e fungos. É mais grave, geralmente, em idosos e crianças.

A médica pediatra Isis Dulce Pezzuol afirma que cerca de 15 milhões de crianças são hospitalizadas por ano por pneumonia infantil, em países em desenvolvimento. "Os bebês e as crianças até dois anos são o grupo pediátrico mais acometido", completa a especialista.

crianca com pneumonia infantil

Os perigos da pneumonia infantil

Até os 3 anos, as crianças têm baixa de suas imunoglobulinas e, dessa forma, têm menos defesas naturais, sendo mais suscetíveis a adoecer. A creche ou a escolinha trazem aglomerados que são favorecedores de contaminação. As doenças se espalham mais rápido, e quanto mais cedo as crianças entram na escola, mais rápido adoecem.

"É preciso lembrar que um fator que facilita muito doenças pulmonares é ser fumante passivo. Casa com crianças não deveria ter indivíduos fumantes. A pneumonia mais comum é a adquirida na comunidade", completa a Dra. Isis.

Os sintomas da pneumonia infantil começam com febre mais ou menos alta, tosse seca, dor torácica, e mal-estar geral. A médica pediatra explica que a criança também chora. Percebe-se que ela está desconfortável porque, por vezes, o pequeno tosse e “segura” o tórax para diminuir a dor.

"Não tratada, pode evoluir para insuficiência respiratória e eventual óbito. Internações, dependendo da oxigenação do paciente, podem ser necessária", alerta a profissional.

O tratamento, domiciliar ou internado, visa a minimizar os danos ao pulmão. Se a doença ocorreu por bactérias, é preciso erradicá-las. Quando causadas por vírus, devem-se esperar as “famosas 72 horas” para iniciar o processo de cura.

pneumonia infantil infografico

De olho na prevenção

Desde 2010, o Programa Nacional de Imunizações disponibiliza na rede pública a vacina Pneumocócica 10 valente para crianças menores de dois anos. A Vacina Pneumocócica 23 valente é disponibilizada para maiores de 60 anos.  

"Após a inclusão da vacina pneumocócica no calendário vacinal, houve uma diminuição de internações em cerca de 36,9% para as pneumonias em geral e de 64,9% para pneumonia pneumocócica", afirma Dr. Isis.

Norberto Ludwig Neto, pneumologista pediátrico da Sociedade Catarinense de Pediatria, orienta outros cuidados para a prevenção da doença:

- Ter atenção à higiene

- Evitar contato com pessoas resfriadas ou com outras doenças respiratórias

- Evitar mudanças bruscas de temperatura

- Manter uma boa alimentação.

Segundo o médico, esses cuidados também agem de maneira importante na prevenção da pneumonia infantil e de uma série de outros problemas.

Além disso, pais devem estar atentos à quantidade de roupas que a criança está vestindo e garantir que ela esteja aquecida na cama. Fechar portas e janelas na hora do banho da criança, evitar que os filhos durmam com os cabelos molhados e cuidar com o uso de ar condicionado são outras medidas preventivas.

Você tem crianças em casa? Então, lembre-se da importância da vacina e dos bons hábitos para garantir mais saúde aos pequenos! Não esqueça de nos contar o que você achou dessas dicas e de conferir mais novidades aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
doença pulmonar
sintomas de pneumonia
tratamento da pneumonia
vacinação

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ