Criança

07/03/2015 05:21 - Atualizado em 05/12/2016 08:21

Fisioterapia pediátrica estimula habilidades físicas

Crianças com problemas cardiorrespiratórios podem ser tratadas com a fisioterapia pediátrica.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Ramo voltado a bebês e crianças, a fisioterapia pediátrica se baseia em técnicas cardiorrespiratórias e neurológicas especializadas. Ela utiliza atividades lúdicas e sociais com objetivos fisioterápicos, o que proporciona maior integração dos pequenos com os familiares e a sociedade em geral.

Geralmente, a fisioterapia pediátrica se divide em dois ramos, com métodos de tratamento diferentes. Um é responsável pelos cuidados cardiorrespiratórios, que afetam principalmente a respiração. O outro cuida das competências motoras, voltadas para recuperação de movimentos e capacidades físicas.

fisioterapia pediatrica

Na fisioterapia respiratória voltada para as crianças, as técnicas são utilizadas como tratamento complementar aos cuidados médicos, principalmente voltados às doenças do pulmão. Esse método previne e trata as infecções respiratórias por meio de procedimentos e exercícios que auxiliam a cuidar da asma, da bronquiolite, da pneumonia, da bronquite e do broncoespasmo.

Melhorando a qualidade da respiração, também ocorre a eliminação e a redução das secreções brônquicas, além de maior higiene pulmonar.

A área da fisioterapia pediátrica motora é outra especialidade que utiliza métodos para cuidar de pacientes neonatais, lactentes e pediátricos. Ela funciona para prevenir, curar ou reabilitar as capacidades de coordenação da criança, aliada às questões neurológicas e psicológicas.

Doenças que provoquem interferências no desenvolvimento, causando atrasos ou retardos, são amenizadas com estímulos desde cedo, e também com a integração da criança com outras pessoas.

Fisioterapia pediátrica pode ser feita na água

Uma piscina pode ser o ambiente ideal para realizar a fisioterapia pediátrica. Na água, os princípios hidrostáticos e hidrodinâmicos possibilitam vantagens para a mobilidade, o que facilita o tratamento de crianças com problemas de coordenação motora.

Na fisioterapia aquática para crianças, o médico trabalha questões específicas de postura, movimentos e articulações de cada paciente. A piscina funciona como um meio lúdico, que motiva e integra socialmente os pequenos. Dessa forma, a qualidade do tratamento terapêutico é melhor e desperta o interesse da criança, que passa a se ajudar na cura das dificuldades.

Utilizando brincadeiras, o fisioterapeuta pode estimular as capacidades cognitivas dos pequenos, associando objetivos terapêuticos e de aprendizagem. Com maior liberdade de movimentos no meio aquático, a terapia feita na água também promove maior autoestima e independência funcional dos pacientes.

Métodos de fisioterapia pediátrica são diferentes

Quando a fisioterapia pediátrica é utilizada para tratamentos de problemas respiratórios, as técnicas mais utilizadas são manobras de higiene brônquica, tapotagem, vibração, vibrocompressão, aspiração das vias aéreas, estimulo da tosse, posicionamento em postura de drenagem e recursos fisioterapêuticos manuais.

Já no tratamento das capacidades motoras, o pediatra utiliza instrumentos que estimulem a participação da criança. Brinquedos e jogos se mostram bastante eficientes. Além disso, a atenção do bebê costuma ser maior quando ele se sente atraído pelo objeto de interação.

Tapetes coloridos, barraquinhas em forma de iglu, areia artificial, passeios em jardins e outros itens estimulantes também permitem resultados satisfatórios.

De acordo com o CanChild Centre for Childhood Disability Research, do Canadá, 5% a 6% das crianças em idade escolar possuem o Transtorno do Desenvolvimento da Coordenação. Ele costuma surgir junto com distúrbios de aprendizagem, dificuldades de fala, déficit de atenção e hiperatividade. A fisioterapia combate esse problema e evita outras consequências.

Gostou das dicas de saúde? Então deixe um comentário! E não esqueça de curtir nossa página no Facebook para ficar ligado em todas as novidades do Vivo Mais Saudável.

TAGS
fisioterapia
problemas respiratórios
coordenação motora
desenvolvimento infantil

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ