Criança

24/09/2015 08:47 - Atualizado em 09/05/2016 12:19

Dieta da gestante pode levar a problemas no coração do bebê

Anualmente, 21 mil brasileirinhos precisam de intervenção cirúrgica no coração após o nascimento.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Você sabia que uma das principais formas de evitar que seu filho nasça com problemas no coração é adotar uma alimentação saudável na gravidez? Em um estudo publicado no Archives of Diseases in Childhood Fetal & Neonatal Edition, pesquisadores perceberam que mães com filhos sem doenças cardíacas haviam seguido um cardápio leve na gestação.

Os bebês de cerca de 19 mil norte-americanas que nasceram entre 1997 e 2009 fizeram parte da amostragem da pesquisa. As mães foram entrevistadas sobre a dieta que seguiram pelo menos um ano antes da gravidez. Os resultados foram surpreendentes.

Saiba mais sobre essa pesquisa e veja como a alimentação influencia diretamente na saúde da criança.

mulher grávida comendo batata frita vai ter filho com problemas no coração

Dieta das mães afeta a saúde das crianças

A pesquisa procurou avaliar crianças saudáveis e aquelas com problemas no coração considerados graves. Ao se comparar o cardápio das mães desses dois grupos, foi apontado que as mulheres que se alimentavam melhor tinham menos chances de ter filhos com doenças cardíacas congênitas.

Os pesquisadores classificaram as dietas em quatro grupos, conforme o grau de qualidade. Entre as grávidas do primeiro grupo, o mais saudável, decaiu o risco de os bebês nascerem com defeitos no septo atrial, por exemplo.

Entre as gestantes que estavam no pior grupo, foram percebidos problemas logo no início do desenvolvimento do fetoPorém, é importante apontar que não apenas a má alimentação ocasiona problemas no coração dos bebês, mas também a ocorrência de genes defeituosos, além de hábitos como o tabagismo.

Dieta saudável contra problemas no coração

Os principais alimentos que devem ser incluídos em uma dieta considerada saudável são carnes magras, frutas, legumes, vegetais e oleaginosas. Ainda de acordo com a pesquisa, os especialistas sugerem o consumo do ácido fólico - encontrado em vegetais verde-escuros como espinafre, brócolis e couve  - e da vitamina D.

Esses nutrientes são essenciais para reduzir o risco de problemas no parto e na formação dos ossos e dos dentes do bebê.

Alimentar-se de forma saudável não é a única forma de garantir que seu filho nasça sem problemas no coração. Ainda assim, esse é um dos principais fatores que podem incentivar gestantes a adotarem uma dieta mais rica em vitaminas e minerais.

Saiba Mais
Fumar na gravidez prejudica fertilidade dos filhos
Composição do leite materno torna os pequenos mais inteligentes
Descubra a importância dos alimentos ricos em vitamina D

De acordo com um levantamento apresentado no 38˚ Congresso da Sociedade Brasileira de Cirurgia Cardiovascular, realizado em Porto Alegre-RS, cerca de 130 milhões de crianças nascem anualmente com problemas cardíacos congênitos em todo o mundo.

Apenas no Brasil, todos os anos, aproximadamente 21 mil bebês precisam de algum tipo de intervenção cirúrgica no coração para sobreviver após o parto. Em 6% dos casos, eles morrem antes de completar um ano de vida.

Além disso, os números aumentam quando se trata do atendimento que elas deveriam receber. Cerca de 62% dos brasileiros que nascem com algum tipo de doença cardíaca congênita não encontram o atendimento necessário.

Os dados apresentados no congresso mostram que o problema não atinge apenas as crianças. Adultos que nasceram e cresceram com problemas no coração também sofrem com a falta de atendimento na rede de saúde brasileira.

O que você achou deste artigo? Deixe seu comentário! E aproveite para conferir outras dicas de saúde aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
gestação
alimentação saudável
problemas cardíacos
doenças congênitas

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ