Criança

27/06/2014 09:00 - Atualizado em 08/12/2016 06:04

Desodorante infantil pode irritar pele da criança

Desodorante infantil só deve ser usado a partir da puberdade.

POR

Redação

  • +A
  • -A

O desodorante infantil é um mistério. Na verdade, seu público-alvo não precisa de produtos para disfarçar odores. Até os 11 ou 12 anos, as crianças não produzem as glândulas responsáveis por cheiros desagradáveis nas axilas. Para os pequenos, o uso de determinados desodorantes pode até irritar a pele.

Apelo do desodorante infantil

Houve um momento em que os profissionais de marketing e o mercado publicitário se deram conta do incrível potencial consumidor que o público infantil tem. Claro que crianças não trabalham (ou não deveriam) e, portanto, não têm renda. Mas o que foi descoberto é que elas têm uma influência enorme no poder de compra dos seus pais.

A conclusão foi que, criando produtos direcionados às crianças e chamando a sua atenção, os pais os comprariam, muitas vezes por pedido do próprio filho. O que acontece é que, às vezes, acabam-se criando produtos cuja necessidade inexiste. E um bom exemplo é o desodorante infantil.

Foto: Shutterstock

Foto: Shutterstock

A criança pode ter vontade de passar o desodorante nas axilas depois de ver os seus pais usando, mas isso é desnecessário. Isso porque é somente na adolescência que as glândulas sudoríparas apócrinas começam a funcionar. As secreções dessas glândulas são digeridas pelas bactérias naturalmente presentes na pele e os pelos nas axilas começam a crescer; tudo isso contribui para o mau odor, fazendo-se necessário o uso de desodorantes e antitranspirantes.

Para evitar qualquer problema, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) proíbe o uso de produtos no formato aerossol para o público infantil – abaixo de 12 anos. Outros desodorantes em formato de creme e roll-on são liberados.

Essa é a atual regra, mas a Anvisa estuda a possibilidade de liberá-los no futuro. Isso porque é cada vez mais frequente que as queixas do mau cheiro comecem mais cedo. O normal ainda é por volta dos 11 ou 12 anos, mas há crianças que entram na puberdade antes.

Além do aparecimento de acne, pelos e estrias, vem o odor desagradável nas axilas. Por enquanto, com orientação médica, as crianças podem usar desodorantes antitraspirantes ou antiperspirantes, ou até mesmo antibióticos. Isso se elas são diagnosticadas com hiperidrose, ou seja, suor excessivo.

Desodorante infantil para filho precoce?

Se o seu filho também é precoce no odor das axilas, o uso de desodorante não é a única maneira de amenizá-lo. Podem ser usados sabonetes assépticos, que costumam resolver a maioria dos problemas com mau cheiro nas axilas e nos pés. As meninas devem depilar sempre as axilas desde o momento que surgem os primeiros pelos. Para os meninos, isso também ajuda a combater o odor, mas caso eles não concordem, manter os pelos curtos, aparados com uma tesourinha, já ajuda.

Há alguns produtos no mercado chamados de desodorante infantil que são em formato de creme ou roll-on. Esse uso está liberado, mas procure sempre saber qual a sua composição – evite produtos cujas fórmulas possuem álcool, perfume e cloridróxido de alumínio. Se o mau cheiro no seu filho é muito forte, consulte um dermatologista sobre a possibilidade de formular um desodorante especial.

Outros cuidados

Outros cuidados que contribuem para que a criança fique sempre cheirosa é dar banho corretamente, passando sabão em todo o corpo e usando uma toalha limpa e seca; ter uma alimentação adequada, com todos os nutrientes necessários e sem excessos (principalmente de embutidos); e vestir sempre roupas limpas e higienizadas. Uma boa dica de “desodorante infantil caseiro” é fazer uma solução com leite de magnésia diluído em água. Ele ajuda a combater o cheiro forte nas axilas tanto nas crianças quanto nos adultos.

Gostou do artigo ? Deixe seu comentário ou compartilhe sua experiência! 

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ