Criança

15/11/2014 04:22 - Atualizado em 25/09/2016 10:30

Descubra o que provoca a reação alérgica alimentar na criança

Camarão e amendoim estão na lista de possíveis causadores de reação alérgica alimentar.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Existentes em até 8% das crianças, as alergias alimentares são uma preocupação constante para os pais. Envolvendo inchaços, coceiras e até mesmo possível asfixia, a reação alérgica alimentar deve ser combatida através de uma dieta de exclusão, onde os alimentos problemáticos não são consumidos. Saiba mais sobre o problema.

É considerada uma reação alérgica alimentar toda a reação existente após o consumo de algum alimento. Elas podem existir seja por predisposição genética (cerca de 50% dos casos), capacidade dos próprios alimentos de causar alergia, a permeabilidade do sistema digestivo e até mesmo um problema no mecanismo de defesa do trato gastrointestinal.

reacao-alergica-alimentar

Os alimentos mais famosos por causar alergias alimentares são os ovos, peixe, amendoim, nozes, farinha de trigo, leite de vaca, soja e os crustáceos, como o camarão. Os corantes também são causadores de reação alérgica alimentar e por conta disso é indicado a vistoria de todos os ingredientes existentes em alimentos industrializados antes de consumí-los.

Sintomas da reação alérgica alimentar

Os sintomas costumam aparecer alguns minutos após o consumo do alimento. Eles envolvem manchas na pele, coceira, diarreia, dor de barriga, vômitos, tosse, rouquidão e até chiado no peito.

A reação anafilática é o sintoma mais grave que pode ocorrer durante uma alergia alimentar. Ela tem como sintomas coceira, inchaço, tosse, edema de glote (fechamento da garganta), rouquidão, diarréia, dor de barriga, vômitos, aperto no peito com queda de pressão arterial, arritmias cardíacas e o conhecido como choque anafilático, que é o colapso vascular.

O indivíduo pode contar também com a síndrome de alergia oral, que acontece quando a boca, palato e faringe incham e os lábios coçam. Esses sintomas da reação alérgica alimentar costumam aparecer quando são consumidas frutas como melão, melancia, banana, pêssego e ameixa.

Diagnóstico da reação alérgica alimentar

No médico, o paciente deve relatar o que aconteceu e quais alimentos havia consumido. O histórico familiar também é importante para obter um diagnóstico preciso. Alguns testes podem ser feitos para analisar qual é a origem dos sintomas.

Veja quais são:

Testes na pele - Realizados por médicos alergias, os testes cutâneos demonstram a sensibilidade do corpo para com os alimentos. É importante lembrar que não são necessários o uso de várias amostras de alimentos, e sim somente os que já são suspeitos.

Teste oral - Nesse exame, o indivíduo tem contato oral novamente com o alimento após algum tempo de exclusão na dieta. Esse teste costuma comprovar alergias e deve ser feito em hospitais. É necessário um cuidado maior, já que esse teste pode ser perigoso se você já teve quadros de reação anafilática.

Como prevenir?

A melhor forma de prevenir os sintomas é apostar em uma dieta livre dos alimentos causadores da reação alérgica alimentar. Ao identificar o problema, sempre analise os ingredientes descritos em embalagens de produtos industrializados - caso a sua alergia seja causada por corantes.

Curtiu a matéria? Então deixe um comentário! E não esqueça de curtir nossa página no Facebook para ficar ligado em todas as novidades do Vivo Mais Saudável.

TAGS
alimentação
nutrição
saúde
crianças

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ