Criança

15/12/2014 04:09 - Atualizado em 08/12/2016 07:47

Descubra como evitar alergias na pele de crianças

Alergias na pele podem ser o primeiro sinal de complicações alérgicas mais intensas.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Mais frágil do que a dos adultos, a pele das crianças precisa de cuidados para não ser acometida por lesões. Entre os distúrbios que podem afetar a região, estão as alergias na pele. A boa notícia é que há como evitar complicações com alguns procedimentos simples. Entenda mais sobre o problema e descubra como preveni-lo.

Fragilidade infantil favorece alergias na pele

Na infância, o organismo ainda está em fase de desenvolvimento. A exemplo de outras funções do corpo, a proteção da pele ainda não é tão eficiente quando comparada a dos adultos. Em geral, a pele das crianças é mais fina, não produz óleo de forma eficaz e não tem as glândulas sudoríparas plenamente amadurecidas.

alergias na pele

Com o passar do tempo, a pele se torna mais curtida, adquirindo um aspecto menos homogêneo e mais manchado. Além disso, ela fica mais grossa e resistente. Essas características são fundamentais para proteger a pele contra agentes externos capazes de provocar lesões.

É necessário ressaltar ainda que, na infância, a pele é mais sensível à luz ultravioleta e ao calor, razão pela qual os cuidados devem ser redobrados no verão.

Crianças atópicas são afetadas por alergias na pele

Em uma visão mais ampla, as alergias na pele não são um problema típico apenas das crianças. A alergia pode afetar os menores da mesma forma como afeta os adultos. O distúrbio de pele que atinge as crianças em especial é a brotoeja, que consiste no entupimento da glândula de suor. Essa disfunção ocorre porque, na infância, a glândula não é tão competente quanto na fase adulta.

No que diz respeito à alergia propriamente dita, apenas crianças consideradas atópicas tendem a ser afetadas. Para esclarecer: crianças atópicas são aquelas que apresentam uma predisposição genética ao problema. Além das alergias na pele, essa condição pode dar origem a problemas no aparelho respiratório, como rinite, sinusite e asma.

As crianças com essa disfunção tendem a reagir de forma muito pior a agentes teoricamente inofensivos ao organismo, se comparadas às crianças consideradas normais. Picadas de insetos, como formiga, pulga, borrachudo e pernilongo, provocam uma reação exagerada: o veneno dá origem a lesões em todo o corpo, mesmo que a criança tenha sido picada em apenas um local.

Precauções ajudam a prevenir o problema

Algumas recomendações simples podem ajudar a combater as alergias na pele. Fique atento:

alergias na pele- Evite o contato com substâncias químicas irritantes que possam agravar o problema, como perfumes, sabonetes e cremes corporais

- Selecione roupas largas e leves para as crianças

- Se possível, dê preferência para roupas constituídas 100% por algodão

- Certifique-se de que a criança mantenha o organismo hidratado

- Procure manter a temperatura da casa amena. Prefira ambientes frescos e arejados

- Não permita que a criança tome banhos muito quentes

- Impeça que os pequenos cocem a pele. Se for necessário, garanta que eles mantenham as mão ocupadas e tenham as unhas aparadas

Embora sejam simples, essas recomendações podem fazer a diferença, evitando complicações. Em caso de dúvidas, não hesite em procurar atendimento médico.

Conhecer as alergias e suas causas é fundamental para reduzir a exposição aos agentes causadores e garantir uma vida tão normal quanto possível aos pequenos.

E aÍ, já sabe como preteger o bem-estar do seu filho? Então deixe um comentário! E não esqueça de curtir nossa página no Facebook para ficar ligado em todas as novidades do Vivo Mais Saudável.

TAGS
crianças
saúde infantil
cuidados com a pele
alergias

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ