Criança

16/01/2016 12:00 - Atualizado em 06/12/2016 10:03

Corticoides podem prejudicar o crescimento da criança

Medicamentos são bastante comuns no tratamento da asma.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Os corticoides, bastante utilizados como anti-inflamatórios e para o tratamento de reações alérgicas, pode causar problemas e interferir no crescimento das crianças. Essas substâncias, bastante comuns em remédios para o tratamento de asma e de outras doenças respiratórias, podem até mesmo reduzir a altura. Saiba mais sobre o assunto e tire suas dúvidas a seguir.

Corticoides podem atrapalhar crescimento

De acordo com um estudo conduzido pela University of Eastern Finland, realizado com 12 mil crianças, os pequenos que fizeram uso dos corticoides inalados (ICS) para o tratamento da asma tiveram prejuízos no crescimento. A pesquisa foi liderada por Antti Saari e apresentada na Conferência da Sociedade Europeia de Endocrinologia Pediátrica.

No Brasil, a asma afeta cerca de 20 milhões de pessoas. O principal tratamento para a doença é feito justamente com esses medicamentos. No entanto, apesar dos benefícios para a saúde, eles também são conhecidos por causar efeitos colaterais em algumas pessoas.

crianças prejudicadas pelos corticoides

Saiba mais sobre os medicamentos

Os corticoides, ou corticoesteroides, são hormônios produzidos pelas glândulas suprarrenais. Eles possuem ação anti-inflamatória e são usados para tratamento de reações alérgicas, artrites e lúpus. Existem alguns tipos mais comuns, usados para diversas enfermidades. Confira a lista:

Tópicos

São cremes e loções usados para o tratamento de reações alérgicas ou doenças na pele. Entre eles, estão urticária e eczema.

Nasais

Esses tipos são principalmente sprays usados no tratamento de asma, rinite alérgica e outras alergias respiratórias.

Orais

Eles estão entre os mais comuns. Aparecem principalmente em comprimidos usados no tratamento de doenças inflamatórias crônicas, como bronquite, hepatite, doença de Crohn ou artrite.

Injetáveis

Normalmente, esse tipo de corticoide é recomendado para o tratamento de doenças crônicas como lúpus, queloides ou artrite reumatoide.

Saiba Mais
Veja como identificar os sintomas de asma
Conheça os diferentes tipos de dermatite
Entenda as causas da bronquite na criança e proteja seu filho

Os efeitos colaterais, normalmente, são mais comuns em casos de uso prolongado. Eles incluem cansaço, aumento dos níveis de açúcar no sangue, diminuição das defesas corporais, agitação, insônia, dor de cabeça ou glaucoma, por exemplo.

Além disso, os corticoides, quando em excesso, podem causar aumento de peso, já que facilitam o acúmulo de gordura abdominal, característico da Síndrome de Cushing.

O uso de corticoesteroides também não é indicado para pacientes com hipertensão, insuficiência cardíaca, insuficiência renal, osteoporose, epilepsia, úlcera gastroduodenal, tuberculose, infecções virais ou micóticas.

Medicamentos com esses hormônios, ainda, podem agravar quadros de doenças como diabetes, glaucoma, obesidade ou psicose. Por isso, só devem ser utilizados após prescrição médica especializada.

O que você achou do artigo? Deixe um comentário! E aproveite também para conferir outras dicas de saúde aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
medicamentos
asma
diabetes
aumento de peso

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ