Criança

21/09/2014 06:50 - Atualizado em 08/12/2016 04:25

Conheça as causas da dor de ouvido infantil

Dor de ouvido infantil é uma das principais causas de dores e mal-estar em crianças

POR

Redação

  • +A
  • -A

A criança chora no meio da noite e a mãe detecta que não se trata de fome nem de dor de barriga. É aí então que a dor de ouvido infantil surge como possibilidade. As afecções no ouvido, aliás, são um dos principais motivos pelos quais papais e mamães procuram o pediatra.

dor-de-ouvido-infantil

As variações da dor de ouvido infantil 

Diferentes são os tipos de infecção capazes de provocar dor de ouvido infantil. A mais comum, no entanto, é a otite média. Como o próprio nome sugere, trata-se de uma moléstia que atinge o ouvido médio, localizado logo atrás do tímpano.

É desta região que sai a Trompa de Eustáquio, canal que drena o líquido produzido nesta parte do ouvido, que se estende até a parte posterior da garganta. Qualquer bloqueio deste conduto pode levar ao acúmulo de líquido, logo, a quadros infecciosos.

Alergias, sinusites e resfriados, excesso de saliva produzida no período de dentição, adenóides aumentadas e fumaça de cigarro estão entre os fatores que podem desencadear o congestionamento da Trompa de Eustáquio e levar à dor de ouvido.

As crianças igualmente estão mais propensas a infecções no aparelho auditivo porque costumam passar muito tempo tomando mamadeira deitadas, o que pode gerar a acumulação líquida em certos casos.
Em bebês, a infecção de ouvido, conhecida também como otite, se manifesta através de vermelhidão na região da orelha, febre, bolhas de ar ou líquido atrás do tímpano, e presença de líquido com sangue ou pus dentro da orelha.

Nos maiorzinhos, a dor de ouvido infantil associada a infecções e inflamações se exprime a partir de quadros de dor, sensação de ouvido tapado, mal-estar, vômito e até diarreia. A perda momentânea da audição no ouvido infectado é mais uma possibilidade.

O tratamento da causa da dor de ouvido infantil deve ser providenciado o mais breve possível sempre, assim evitam-se agravamentos.

A otite externa é mais uma dor de ouvido bastante freqüente, sobretudo no verão. Ela costuma acometer as crianças após exposição à água de mar ou piscina. Calcula-se que mais de 70% das infecções de ouvido são resultantes da exposição à água, que empurra a cera pelo canal auditivo.

Os sintomas, dor e por vezes febre, aparecem já no mesmo dia ou no seguinte ao banho. Nestes casos infecciosos, é fundamental que a criança não exponha o ouvido afetado à água novamente – este cuidado inclui a hora da ducha.

Para tratar a dor de ouvido infantil

Os tratamentos indicados por otorrinolaringologistas para as otites em crianças abrangem desde curativos e limpeza de prováveis secreções até aplicação de gotas tópicas de antibióticos e medicação via oral. Obviamente, a prescrição deve ser feita pelo médico, apto a avaliar o grau das infecções e inflamações de ouvido.

Crianças que frequentam creches são as mais vulneráveis às infecções recorrentes, já que algumas bactérias que causam problemas no ouvido são transmitidas pelo ar.
Episódios repetitivos de dor de ouvido infantil podem ser um indicativo de que a criança está com sua imunidade baixa, o que precisa ser imediatamente remediado para que ela não se exponha também a demais doenças.

E aí, gostou das nossas dicas? Então curta a nossa página no Facebook para ficar ligado em todas as novidades do Vivo Mais Saudável.

TAGS
infecção
saúde
crianças
dor de ouvido

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ