Criança

19/03/2016 06:00 - Atualizado em 06/12/2016 08:27

Como curar assadura na virilha do bebê

A higienização deve ser delicada e com o uso de uma pomada específica.

POR

Redação

  • +A
  • -A

A assadura na virilha do bebê é uma irritação bastante comum, mas que não deixa de preocupar os pais. Feridas do tipo causam ardência e bastante incômodo para os pequenos. Por isso, é necessário tomar algumas medidas para atenuá-las ou mesmo evitá-las.

Para descobrir tudo sobre o assunto, o Vivo Mais Saudável conversou com Ana Elisa Kiszewski Bau, dermatologista pediatra da Sociedade de Pediatria do Rio Grande do Sul (SPRS). Se você é mãe ou pai de primeira viagem e não sabe como agir, confira dicas que prometem solucionar o seu problema num instante.

bebê com assadura na virilha e mão com pomada

Causas da assadura na virilha

Embora existam diferentes fatores que levem à assadura na virilha, a dermatite de contato irritativa é uma das principais causas para o problema. Essa irritação acontece devido ao suor da própria criança, ou então pelos componentes do lenço umedecido ou da fralda utilizada. As marquinhas vermelhas também podem representar dermatite de contato alérgica, causada por produtos de higiene íntima.

As assaduras, ainda, podem ser sintomas de condições menos comuns, como candidíase, impetigo bolhoso, psoríase ou histiocitose, um problema oncológico.

Se a criança apresentar muita dor e a aplicação de cremes específicos não trouxer o alívio esperado para os sintomas, é necessário entrar em contato com um dermatologista ou um pediatra. Exames específicos podem ser realizados para identificar a causa das lesões. O uso de medicamentos só deve ser feito com autorização médica.

Tratamento e prevenção das assaduras

A prevenção é simples. Dê preferência para fraldas descartáveis que facilitem a transpiração da pele. Não se esqueça de aplicar cremes preventivos para assaduras, de duas a três vezes por dia, e evite o uso de lenço umedecido. “Use somente quando estiver fora de casa”, explica Ana. A higienização caseira pode ser feita com pedaços de algodão embebidos em água morna.

Sempre que a criança estiver com lesões acentuadas, opte por roupas leves e soltinhas. O calor faz o bebê suar, o que aumenta a proliferação das bactérias ou dos fungos que vêm causando as marcas.

Cremes e pomadas de barreira costumam aliviar os sintomas e diminuir a irritação da assadura na virilha. Em casos de candidíase, medicamentos antifúngicos com nistatina e óxido de zinco podem ser recomendados. Ocorrências mais resistentes, nos quais as lesões não melhorem ao longo do tempo, devem ser avaliadas pelo especialista que acompanha a criança.

As assaduras na virilha, nas pernas, nas coxas e nos braços devem ser tratadas e prevenidas da mesma maneira. Fique de olho na pele da criança e identifique possíveis lesões. Cremes hidratantes especiais também podem ser indicados para hidratar a pele e evitar que a fricção cause mais marcas doloridas. Converse com o especialista e tire as suas dúvidas.

Tirou suas dúvidas? Então aproveite para compartilhar o artigo com seus amigos nas redes sociais! E não se esqueça de conferir outras dicas de saúde e beleza aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
lesões
fungos
higiene
pomada

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ